Campeão no Santos, Madson segue em atividade em 2020; saiba onde

Meia e lateral-esquerdo fez parte do elenco do Santos que venceu a Copa do Brasil e o Paulistão em 2010. Ele também fez história no Vasco da Gama

Rafael Brayan
Apaixonado pelo estudo do esporte mais praticado no mundo.

Crédito: Ricardo Saibun/ Santos FC

Nesta quinta-feira (21), o experiente Madson comemora o seu 34º aniversário. Com passagens por Vasco da Gama, Athletico Paranaense e Santos, o meia-atacante, ponta e até lateral-esquerdo segue atuando profissionalmente, mas longe da elite do Campeonato Brasileiro.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Madson fez parte do elenco do Santos que tinha Neymar, Ganso e Robinho que venceram o Paulistão e a Copa do Brasil em 2010. Antes disso, o jogador passou três anos pelo Vasco da Gama após ser revelado pelo Volta Redonda, onde conquistou a Taça Guanabara de 2005.

O jogador saiu do Santos no começo da temporada de 2011 e logo foi negociado com o Athletico Paranaense por empréstimo. Entre 2012 e 2018, Madson passou atuando pelo Al-Khor, do futebol do Qatar. Foram 143 partidas disputadas e 47 gols marcados longe do Brasil.

Na última temporada, Madson retornou ao futebol brasileiro e foi contratado por duas equipes da primeira divisão do campeonato nacional. O jogador assinou primeiro com o Fortaleza de Rogério Ceni, mas não teve tanto espaço e logo foi emprestado ao CSA de Alagoas, que caiu para a Série B do Brasileirão.

Para esta temporada, o meia-atacante assinou com outra equipe: o São Caetano, que disputa a primeira divisão do Campeonato Paulista. Com a pausa no futebol por causa da pandemia do coronavírus, Madson atuou apenas em quatro partidas com a camisa do Azulão.

Nesta quarta-feira, o jogador confirmou, através das suas redes sociais, que não faz mais parte do elenco do São Caetano. Porém, seguem em atividade, apesar da idade e de estar sem clube para o restante do ano.

LEIA MAIS:

Presidente do Santos revela aproximação com Neymar e afirma: “Um ídolo como ele não se processa”

Onde estão os jogadores da geração que brilharam no Santos com Neymar?