De Pelé a Gabigol: os brasileiros que já foram artilheiros da Libertadores

Brasil é o segundo país que mais conquistou a Copa Libertadores e conta com artilheiros de todas as gerações na lista sendo o último do Flamengo em 2019

Luis Feitosa
Jornalista graduado e amante de futebol e futebol americano

Crédito: Alexandre Vidal, Marcelo Cortes e Paula Reis/Flamengo

Uma das principais competições da América do Sul completa 60 anos em 2020. Em todo sua história, o torneio foi feito de times lendários, jogadas memoráveis e jogadores que marcaram época. Alguns deles foram brasileiros que se consagraram artilheiros de diversas edições de uma lista que vai de Coutinho em 1962 e termina em Gabigol em 2019.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

A lista de brasileiros que se consagram artilheiros de edições da Libertadores é extensa. O atacante Coutinho foi o primeiro da lista quando em 1962 conseguiu marcar seis gols no primeiro título do Santos na competição. Três anos depois, o Peixe teve mais um nome como artilheiro máximo da competição. Pelé foi o autor de sete gols da campanha que acabou na semifinal para o Peñarol do Uruguai.

Entre as equipes que tiveram artilheiros brasileiros da Libertadores, o São Paulo é o time que mais aparece com 5 jogadores que mais marcaram gols nas edições. Logo atrás vem Santos e Flamengo com quatro jogadores cada e Corinthians e Palmeiras com outros três. Dois brasileiros ainda aparecem na lista como artilheiros de clubes da Bolívia e do Paraguai. Em 1998, o atacante Sérgio João foi artilheiro pelo Bolívar ao marcar 10 gols e no ano seguinte foi a vez de Paulo Roberto Junges, o Gauchinho, emplacar seis gols pelo Cerro Porteño e terminar empatado com outros quatro jogadores como goleadores máximos da edição.

Confira a lista completa dos brasileiros que já foram artilheiros da Libertadores:

Coutinho* – Santos/1962 – 6 gols

Pelé – Santos/1965 – 7 gols

TupãzinhoPalmeiras/1968 – 11 gols

Toninho Guerreiro – São Paulo/1972 – 6 gols

Terto – São Paulo/1974 – 7 gols

Palhinha*Cruzeiro/1976 – 13 gols

Miltão – Guarani/1979 – 6 gols

ZicoFlamengo/1981 – 11 gols

TitaFlamengo/1984 – 8 gols

GaúchoFlamengo/1991 – 8 gols

Palhinha* – São Paulo/1992 – 7 gols

Jardel* – Grêmio/1995 – 12 gols

Sérgio João – Bolívar/1998 – 10 gols

Fernando BaianoCorinthians/1999 – 6 gols

Gauchinho – Cerro Porteño/1999 – 6 gols

LuizãoCorinthians/2000 – 15 gols

LopesPalmeiras/2001 – 9 gols

Rodrigo Mendes – Grêmio/2002 – 10 gols

Ricardo Oliveira – Santos/2003 – 9 gols

Luis Fabiano – São Paulo/2004 – 8 gols

Aloísio – São Paulo/2006 – 5 gols

Fernandão*Internacional/2006 – 5 gols

MarcinhoPalmeiras/2006 – 5 gols

NilmarCorinthians/2006 – 5 gols

WashingtonPalmeiras/2006 – 5 gols

Thiago RibeiroCruzeiro/2010 – 8 gols

WallysonCruzeiro/2011 – 7 gols

Neymar – Santos/2012 – 8 gols

Jô*Atlético-MG/2013 – 7 gols

Gabriel Barbosa*Flamengo/2019 – 9 gols

*Brasileiros que foram artilheiros da Libertadores e campeões no mesmo ano

LEIA MAIS:

São Paulo de 1992 e 1993 mudou percepção de brasileiros com a Libertadores

Você lembra tudo sobre a final da Libertadores de 2019 entre Flamengo e River Plate? Faça o quiz!

Artilharia, vitórias e mais; relembre os números do Flamengo na conquista da Libertadores 2019