Fifa pede que justiça da Suíça siga investigando Joseph Blatter, ex-presidente da entidade

Entidade emitiu um comunicado e ainda alega prejuízo de quase quatro milhões de dólares

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 27 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: Reprodução/Getty Imagens

A Fifa publicou um comunicado no qual oficializa um pedido, junto ao Ministério Público (MP) suíço, para que o órgão judiciário continue investigando Joseph Blatter, ex-presidente da entidade. A investigação é sobre contratos assinados pelo ex-mandatário com a União Caribenha de Futebol. O MP já externou a intenção de encerrar o caso.

“Apresentamos observações oficiais ao Ministério Público solicitando uma continuação das investigações. De fato, a Fifa reflete sobre todas as opções legais que permitam garantir que as pessoas envolvidas sejam responsabilizadas”, publicou.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

O MP suíço confirmou, em abril, que não tinha o objetivo de prosseguir com as ações penais contra Blatter. De acordo com o relatório publicado pela Fifa, o prejuízo totaliza 3,78 milhões de dólares.

Quem foi Joseph Blatter

Atualmente com 84 anos, Joseph Blatter foi presidente da Fifa entre 1998 e 2015. Ele herdou o cargo do brasileiro João Havelange com quem trabalhou como secretário-geral da entidade por 17 anos.

Amigo de Horst Dassler (herdeiro da Adidas), Blatter renunciou ao cargo após denúncias de corrupção. O quinto mandato dele durou quatro dias.

Leia também:

Fifa oficializa distribuição de quase R$ 850 milhões entre 211 federações de futebol

Com Del Nero e Ricardo Teixeira na lista, justiça dos EUA acusa ex-dirigentes da Fifa de corrupção