Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Irmão do piloto culpa Kobe Bryant e passageiros do helicóptero por tragédia

Helicóptero que transportava Bryant e outras oito pessoas caiu na região de Calabasas, na Califórnia, em janeiro

Cido Vieira
Jornalista formado e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com desde o ano de 2017, já acumulei diversas funções no site e atualmente me dedico a cobertura do futebol nordestino. No Twitter, @cidovieira90.

Crédito: PHOENIX, AZ - FEBRUARY 19: Kobe Bryant #24 of the Los Angeles Lakers adjusts his jersey during the NBA game against the Phoenix Suns at US Airways Center on February 19, 2012 in Phoenix, Arizona. The Suns defeated the Lakers 102-90. NOTE TO USER: User expressly acknowledges and agrees that, by downloading and or using this photograph, User is consenting to the terms and conditions of the Getty Images License Agreement. (Photo by Christian Petersen/Getty Images)

Depois da esposa do ex-jogador Kobe Bryant acionar a justiça com um processo de negligência na morte do ex-jogador e sua filha, o irmão do piloto que estava conduzindo o helicóptero afirmou que Ara Zobayan não deve ser considerado o responsável pela tragédia do dia 26 de janeiro, que vitimou além de Kobe e sua filha, outras sete pessoas.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva! Siga o Torcedores também no Instagram

De acordo com a rede de TV americana NBC News, o irmão de Ara, Berge Zobayan, encaminhou documentos para à Suprema Corte da Califórnia na última segunda-feira (11), como defesa no processo.

A emissora aponta que nos documentos entregues por Berge Zobayan afirmam que Kobe e os demais passageiros presentes no helicóptero sabiam dos riscos de voar naquele dia e agiram com negligência.

“Essa negligência foi um fator substancial para que os danos sofridos acontecessem, e pelos quais o réu não tem responsabilidade”, diz um trecho do documento.

Contudo, no ano de 2015, o piloto já tinha sofrido uma advertência por estar voando sob baixa visibilidade. No processo movido por Vanessa Bryant, no dia 24 de fevereiro, há alegação que de houve negligência do piloto Ara Zobayan por insistir no voo mesmo não tendo boas condições meteorológicas para a prática. A viúva abriu um processo contra Ara e a Island Express Holdings, empresa que operava o helicóptero.

Além disso, no último dia 8, Vanessa Bryant abriu uma ação contra o Departamento do Xerife do Condado de Los Angeles, por conta da divulgação de fotos da tragédia sem a autorização.

LEIA MAIS: