Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Onde estão os jogadores vice-campeões da Champions com o Arsenal em 2006?

Relembre os nomes que disputaram a decisão da Champions League pelo Arsenal em 2006

Matheus Expedito
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero. 22 anos. Amante do esporte bem jogado e admirador de boas histórias.

Crédito: Getty Images

Em 2020 completa 14 anos de uma final histórica do futebol: a decisão da Champions League 2005/06, entre Barcelona e Arsenal. Os blaugranas saíram vencedores, com direito a uma virada, em um curto intervalo de tempo, nos pés de Samuel Eto’o e Belletti. Mas os ingleses também fizeram história e muitos jogadores viraram lendas do esporte. Alguns ainda atuam profissionalmente.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram


Pensando nisso, o Torcedores apurou o destino desses representantes dos Gunners; confira:

Jens Lehmann – Aposentado

Expulso no início da partida, o goleiro alemão era um dos pilares da equipe londrina e considerado um dos melhores da posição no mundo – para se ter uma ideia, ele tirou a titularidade de Oliver Kahn na Alemanha. Ficou na capital inglesa por mais duas temporadas e saiu para atuar no Stuttgart. Retornou ao Arsenal para se aposentar definitivamente na metade de 2011.

Emmanuel Eboué – Aposentado

Titular absoluto do Arsenal e da Costa do Marfim, o lateral-direito permaneceu no clube até 2011. Fechou com o Galatasary-TUR, onde também se tornou dono da posição, permanecendo até 2015 no clube. Se aposentou no Sunderland, em 2016.

Sol Campbell – Aposentado

Considerado um dos maiores zagueiros ingleses da história, o xerifão do Arsenal anotou o primeiro gol da decisão aos 37 minutos do primeiro tempo. Para sua decepção, o time levou a virada na segunda metade e perdeu o tão sonhado título. Se aposentou em 2011, após uma temporada irregular pelo Newcastle.

Kolo Touré – Aposentado

Assim como o lateral Eboué, o zagueiro também era titular absoluto de Arsenal e Costa do Marfim. Permaneceu em Londres até 2009, quando foi contratado pelo novo milionário Manchester City. Atuou no clube por cinco temporadas, e acertou com outro gigante na sequência, o Liverpool. Se aposentou em 2017 após uma temporada no Celtic-ESC.

Ashley Cole – Aposentado

O lateral-esquerdo se aposentou recentemente, após atuar com a camisa do Derby County, onde era comandado pelo ex-companheiro de seleção, Steven Gerrard. Ele saiu do Arsenal após a perda da Champions para acertar com um dos grandes rivais: o Chelsea. Por lá, Cole conseguiu ainda mais sucesso e conquistas, sendo campeão da própria orelhuda e da Europa League.

Gilberto Silva – Aposentado

Campeão do mundo com a seleção brasileira em 2002, o volante se tornou um dos grandes ídolos da história dos Gunners e um dos maiores tupiniquins que atuaram na Premier League. Saiu do time para atuar no Panathinaikos, onde ficou por quatro temporadas. Depois passou por Grêmio e, na sequência, se aposentou com a camisa do Atlético-MG, sendo campeão da Libertadores de 2013.

Aliaksandr Hleb – Aposentado

Aniversariante do dia, o bielorrusso teve seu melhor momento vestindo as cores do Arsenal. O bom futebol chamou a atenção do Barcelona, que o contratou em 2008. Sem repetir as boas atuações na Espanha, ele começou a rodar por várias equipes: Stuttgart, Wolfsburg, BATE Borisov, Birmingham City, entre outros. Se aposentou no ano passado, atuando em seu país de origem.

Cesc Fàbregas – Monaco

O espanhol era um dos mais jovens da equipe e, mesmo assim, já era um dos destaques da competição. Se tornou ídolo do Arsenal e ficou no time até a metade de 2011, quando acertou o retorno ao Barcelona – começou nas categorias de base dos blaugranas. Retornou ao futebol inglês para jogar no Chelsea (2014-2019), e na última temporada fechou com o Monaco, onde está atualmente.

Fredrik Ljungberg – Aposentado

Astro dos Gunners e um dos expoentes da seleção sueca, o atacante estava no final de sua trajetória pelo clube nessa decisão de Champions. Ainda ficaria por mais uma temporada na equipe. Na sequência acertou com outro londrino: o West Ham, onde ficou apenas um ano. Ainda passou pelo futebol norte-americano, escocês, japonês e indiano, antes de se aposentar em 2015.

Thierry Henry – Aposentado

O francês é um dos poucos jogadores da história que conquistou praticamente tudo: Champions, Copa do Mundo, Eurocopa, nacionais, entre outros. Capitão, ídolo e muito identificado com o clube, o atleta permaneceu em Londres até 2007, até que foi contratado pelo Barcelona. Na Espanha também fez sucesso, formando um ótimo ataque com Lionel Messi e Samuel Eto’o.

Saiu do gigante espanhol para atuar no New York Red Bull, “abrindo” o mercado internacional do futebol para os Estados Unidos. Retornou aos Gunners por um curto período de empréstimo, em 2012. Se aposentou em 2014, aos 37 anos. Atualmente é técnico do Montréal Impact, da Major League Soccer.

Banco de reservas

Almunia – Aposentado
Senderos – Aposentado
Gaël Clichy – Basaksehir
Mathieu Flamini – Sem clube
José Antonio Reyes – Aposentado
Robin van Persie – Aposentado
Dennis Bergkamp – Aposentado

 

LEIA MAIS:

Há 15 anos, Messi marcava seu primeiro gol pelo Barcelona com direito a passe de Ronaldinho Gaúcho

José Mourinho quer que Premier League retorne: “Será bom para todo o futebol e, também, para a liga”

Neymar faz vídeo para pequeno torcedor do Santos da Síria e emociona o pai: “Sentimento indescritível”