Quanto o Santos faturou com os Meninos da Vila da geração de Neymar, Ganso e Cia?

Em 2010 o Santos montou um timaço com muitos jogadores da própria base, com direito a Neymar, Ganso e André na linha de frente

Danielle Barbosa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Fabio Maradei/Divulgação Santos

A base do Santos não vive seu melhor momento, mas historicamente é acostumada a revelar jogadores promissores, como aconteceu no início dos anos 2000 com a geração de ‘Meninos da Vila’ formada por Robinho e Diego Ribas. Em 2010, uma nova geração de joias da base santista surgiu, sendo liderada por Neymar e Ganso, e que também conquistou títulos importantes, como Copa do Brasil e Libertadores.

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

E como sempre acontece no Brasil, o time dos Meninos da Vila da ‘era Neymar’ foi desmanchado com negociações milionárias para o futebol europeu – e algumas até mesmo para o mercado brasileiro. Principal nome daquele time, Neymar, que atualmente é considerado um dos melhores jogadores do mundo, foi o que mais rendeu dinheiro aos cofres do Peixe. Segundo o próprio clube, foram cerca de R$ 26 milhões, referente aos 55% dos direitos econômicos que o clube da Vila Belmiro tinha direito.

A negociação envolvendo a venda de Neymar ao Barcelona, no entanto, rende polêmica até hoje, e já foi, inclusive, alvo de investigação na Justiça da Espanha porque anos depois da transferência o clube catalão admitiu que precisou investir muito mais para ter o atacante brasileiro.

Quem também rendeu uma bolada ao Santos foi Paulo Henrique Ganso: R$ 24 milhões pela venda ao rival São Paulo, em 2012. Outros destaques ficam por conta do goleiro Rafael Cabral, que rendeu ao Peixe R$ 11 milhões, e Felipe Anderson, negociado com a Lazio, e que fez o clube da Baixada faturar R$ 11,5 milhões.

Ao todo, estima-se que o Santos tenha lucrado, ao menos, cerca de R$ 100 milhões com os Meninos da Vila que foram revelados pelo clube e fizeram sucesso entre 2010 e 2013.

MENINOS DA VILA DA ‘ERA NEYMAR’:

Adriano (Grêmio): R$ 800 mil
Emerson Palmieri (Roma): R$ 7,5 milhões
Paulo Henrique Ganso (São Paulo): R$ 24 milhões
Neymar (Barcelona): R$ 26 milhões (valor total da negociação: R$ 50 milhões)
Rafael Cabral (Napoli): R$ 11 milhões (valor total da negociação: R$ 16 milhões)
Wesley (Werder Bremen): R$ 8 milhões (valor total da negociação: R$ 22,5 milhões)
Felipe Anderson (Lazio): R$ 11,5 milhões (valor total da negociação: R$ 23 milhões)
André (Dínamo de Kiev): R$ 8,8 milhões (valor total da negociação: R$ 17,7 milhões)
Alan Patrick (Shakhtar Donetsk): R$ 6,9 milhões (valor total da negociação: R$ 13,8 milhões)

MENINOS ‘QUASE’ DA VILA:

Outros três jovens jogadores promissores que fizeram parte do Santos na ‘era Neymar’ também renderam alguns milhões aos cofres do Peixe, mas não foram revelados na base da equipe: o lateral-direito Danilo, revelado pelo América-MG, o lateral-esquerdo Alex Sandro, revelado pelo Athletico Paranaense, e o atacante Zé Eduardo, cria da base do Palmeiras.

Danilo (Porto): R$ 21,7 milhões (valor total da negociação:R$ 29 milhões)
Alex Sandro (Porto): R$ 2,4 milhões (valor total da negociação: R$ 21 milhões)
Zé Eduardo (Genoa-ITA): R$ 6,1 milhões (valor total da negociação: R$ 11 milhões)

LEIA MAIS:
Felipe Anderson, Pará e Ibson: 15 jogadores que atuaram com Neymar no Santos e talvez você não lembre
Romário, Bergkamp e Van Basten: 12 jogadores que marcaram os anos 90 e fazem falta para o futebol
Puyol, Terry e Maldini… 10 zagueiro ‘lendários’ que atuaram neste século e você provavelmente não lembra