Rodriguinho: “Fiquei muito triste com a queda do Cruzeiro, mas vida que segue”

Atualmente no Bahia, Rodriguinho disse que não recebeu tudo o que tinha que receber do clube mineiro

Raphaela Silva
Colaboradora do Torcedores.com.

Foto: Getty images

Convidado da última quinta-feira no programa troca de passes, o meia Rodriguinho, do Bahia, falou sobre sua passagem pelo Cruzeiro, marcada pelo longo tempo no departamento médico, devido a uma lesão, e sobre o sentimento que teve com a queda do clube mineiro no ano passado para a série B do Campeonato Brasileiro.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes.

 

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

“No ano passado a minha lesão no Cruzeiro me atrapalhou muito. Eu nunca tinha sofrido uma lesão tão grave e isso me atrapalhou bastante. Assim que cheguei no Cruzeiro estava muito bem, estava fazendo gols, estava ajudando minha equipe. Infelizmente  depois da lesão e todo mundo sabe o que aconteceu com o Cruzeiro do ano passado, as questões políticas e internas do clube afetaram muito o grupo de jogadores, tanto que tivemos um ano horrível para se esquecer na história do clube, mas que também levam ensinamentos para que não possa ocorrer novamente no futuro. Eu fiquei muito triste com a queda do Cruzeiro, assim como todos os companheiros, mas vida que segue, vida nova.”

Rodriguinho também falou da diferença na situação de Cruzeiro e Bahia, afirmando que o clube atual vive um bom momento, com poucas dívidas e possui um diretoria competente.

“Cruzeiro e Bahia em duas situações completamente opostas. O Cruzeiro vivendo uma crise sem tamanho, sem limites. O Bahia numa organização muito boa ascendente. O clube que fatura muito bem, tem poucas dívidas…. Tem uma diretoria muito competente. Quando voltei para o Brasil numa condição muito boa apresentada pelo Cruzeiro, apesar de não receber”

Pagamentos em atraso

Questionado se recebeu tudo o que tinha que receber da raposa, o meia disse que fez um acordo com o ex-clube, deixando bastante coisa pra trás, mas que houve um problema no acordo que estava sendo cumprindo até pouco tempo.

“Recebi sim, mas ficou bastante coisa pra trás e a gente acabou chegando num acordo e tava sendo cumprindo até recentemente, agora a gente já teve um problema e vamos ver o que vai dar pra frente.”, concluiu o jogador.

LEIA MAIS:

10 jogadores com mais rebaixamentos na era dos pontos corridos

Candidato à presidência do Vasco anuncia acerto com Yaya Touré

Fábio não acredita que o Cruzeiro perca mais seis pontos na série B: “Vai ter gente pra pagar essa conta agora”