Veja 5 Meninos da Vila que não estouraram na Europa

Após bom início com a camisa do Santos, vários Meninos da Vila desembarcaram na Europa e não conseguiram obter o sucesso que todos esperavam

Matheus Henrique Vieira Ramos
Estudante de Jornalismo. Setorista no Torcedores.com do Santos e Botafogo.

Crédito: Foto: Ricardo Saibun/Santos FC

Neste século, o Santos revelou grandes jogadores que brilharam pelo clube e depois se transferiram para Europa, como Robinho, Diego, Elano, Renato, Neymar, Felipe Anderson, entre outros. Mas alguns decepcionaram no Velho Continente e não brilharam no futebol do exterior.
Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

O meia Alan Patrick, que é da mesma geração do atacante Neymar e foi campeão da Libertadores pelo Peixe em 2011, hoje está no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, mas sem o destaque que poderia ter. O Menino da Vila já foi emprestado para clubes brasileiros pelo time ucraniano em três oportunidades.

Outro fracasso na Europa foi o meia Paulo Henrique Ganso, que brilhou no Santos ao lado de Neymar no período de 2010 até 2012. O jogador que se transferiu em 2016 para o Sevilla, da Espanha, e pouco atuou sob o comando de Jorge Sampaoli e entrou em atrito com o treinador. Ele também jogou no Amiens, da França, mas sem sucesso.

Rafael Cabral, goleiro decisivo na conquista da Libertadores em 2011, saiu do Santos em 2013 rumo ao Napoli, da Itália, mas não conseguiu se confirmar com um grande arqueiro do futebol europeu. O Menino da Vila pouco atuou no time italiano e, após cinco anos, deixou o clube. Hoje, o jogador de 29 anos está no Reading, da Inglaterra.

Gabigol, por sua vez, foi um dos jogadores revelados pelo Santos recentemente que todos esperavam que fosse explodir no Velho Continente. Em alta após conquistar a medalha de ouro pela seleção brasileira nas Olimpíadas de 2016, ele se transferiu para a Inter de Milão, da Itália, mas recebeu poucas oportunidades e teve problemas de relacionamento com os treinadores. O atacante também jogou no Benfica, de Portugal, porém, também sem sucesso.

O volante Thiago Maia, que é da mesma geração de Gabigol e hoje está no Flamengo, foi vendido pelo Santos em 2017 para o Lille, da França, mas também não obteve sucesso na Europa. O jogador teve uma passagem apagada pelo time francês e sequer foi cogitado para atuar em clubes maiores da Europa.

LEIA MAIS:

Luan Peres rasga elogios para companheiro de equipe no Santos: “Eu sou fã dele”

Antes de fechar com Jesualdo, Santos conversou com auxiliar de Sampaoli e Heinze, diz dirigente

Jorge Sampaoli explica dispensa de Ricardo Oliveira e outros jogadores do Atlético-MG: “Dar espaço para os que virão”