Zé Roberto diz que ligou para Dudu e pediu para o atacante jogar no Palmeiras: “Aqui vamos ser campeões”

Ex-jogador foi importante na decisão de Dudu em jogar pelo Verdão

Bruno Romão
23 anos, estudante de Jornalismo, amante da escrita, natural de Campina Grande (PB) e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Cesar Greco/Palmeiras

Em entrevista ao programa “Aqui com Benja”, Zé Roberto exaltou Dudu. Antes de atuarem juntos no Palmeiras, eles já tinham sido companheiros no Grêmio. Sendo assim, por conta da convivência, acabaram ficando próximos. Dessa forma, ele acabou ligando para o atacante, antes dele acertar com outro clube de São Paulo, e acabou interferindo na escolha do jogador em defender o Alviverde.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“A gente concentrava junto no Grêmio. Falávamos de muitas coisas. Eu sempre procurei falar coisas na questão da carreira, pelo potencial que o Dudu tem, para que pudesse focar mais na carreira, ir em busca dos objetivos dele, almejar seleção brasileira e jogar fora. Percebi que do Grêmio para o Palmeiras, quando a gente se encontrou, houve uma mudança muito grande. Depois a mudança maior foi no convívio diário no Palmeiras. Um relato poucos sabem é que quando o Dudu veio para São Paulo, ele veio para assinar com outro clube, mas não tinha assinado, estava em dúvida. Tinham outros clubes rondando ele”, declarou ao canal “Fox Sports”.

Diante disso, Alexandre Mattos, que na época era dirigente do Palmeiras, pediu a ajuda de Zé Roberto. Mesmo com Dudu estando perto de assinar com outro time, o apelo do antigo companheiro surtiu efeito. Sendo assim, o camisa 7 fechou com o Verdão e se tornou ídolo no clube.

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

“O Alexandre Mattos era o diretor, e ele me chamou e falou: ‘Zé, o Dudu está vindo para São Paulo, você precisa ligar para o Dudu e trazê-lo para o clube. Parece que tem um time interessado nele, mas o nosso interesse é ainda maior’. Então eu liguei pra ele, que já estava no aeroporto. Eu falei: ‘Baixinho, não vai para outro clube não. Vem para o Palmeiras, aqui  vamos ser campeões. O Alexandre vai montar um time bom e nós vamos entrar para a história desse clube. Confia em mim e vem pra cá’. Ele disse: ‘Estou com meu empresário aqui, Zé. Ele está com um negócio bem encaminhado’. E eu falei: ‘Não, vem pra cá, pensa em você, no seu futuro. Sua vinda para o Palmeiras vai ser muito boa para sua carreira’. Não deu outra. Isso para mim foi muito bom, de ter passado isso pra ele, de ter sido um canal de benção pra vida dele. Vejo o Dudu dentro do clube, da forma como chegou e como se encontra hoje como um ídolo, um dos principais jogadores do time… tem tudo para ficar e continuar fazendo história. Me sinto honrado de ter feito parte desse crescimento da carreira dele. Tem tudo para continuar dando certo e chegar em ainda mais alto nível. Me sinto honrado por ter feito parte desse crescimento. A carreira dele tem tudo para continuar dando certo. O baixinho tem muito potencial”, completou

LEIA MAIS

Dudu diz que redução salarial no Palmeiras visou evitar demissões: “Onde um roupeiro vai arrumar trabalho?”