Amanda Nunes poderá ficar até seis meses sem lutar depois do UFC 250

Campeã dos galos e dos penas do UFC, a ‘Leoa’ recebeu suspensão médica após a vitória sobre Felicia Spencer

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Facebook Oficial UFC

No último final de semana, Amanda Nunes derrotou Felicia Spencer em sua primeira defesa de cinturão da categoria peso-pena do UFC. E os resultados da luta podem fazer com que ela fique um bom tempo afastado dos octógonos.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

Segundo o UOL Esporte, a ‘Leoa’ ficará 180 dias de suspensão médica, mesmo tempo de afastamento dado por Spencer pelos médicos que cuidaram do duelo. A suspensão poderá ser reduzida caso a brasileira apresente exames médicos que comprovem que suas lesões, ambas na perna, podem dar tempo para se recuperar antes do prazo.

Amanda Nunes, no entanto, deve mesmo ficar um bom tempo afastada mesmo se não recebesse o alargado gancho. A campeã do UFC pretende tirar um tempo longe das lutas para acompanhar o nascimento da filha que terá com sua companheira, Nina Ansaroff. Após a vitória no UFC 250, a lutadora declarou que poderia não mais subir ao cage em 2020.

Outros brasileiros também pegam ‘gancho

Não foi apenas Amanda que recebeu suspensão médica após o UFC 250. Raphael Assunção, que foi derrotado por Cody Garbrandt, recebeu gancho médico de 60 dias após a luta. Jussier Formiga (45 dias) e Herbert Burns (30 dias) também acabaram recebendo afastamento de treinamentos.

Mais outros cinco lutadores também receberam os mesmos 180 dias de afastamento da ‘Leoa’: Chase Hooper, Alex Perez, Brian Kelleher, Charles Byrd e Devin Clark.

LEIA MAIS
Amanda Nunes posta foto no Instagram nua e com cinturões do UFC

Nate Diaz detona luta principal do UFC 251 no Twitter: “Ganho mais que todos vocês”