Dentro ou fora? Quem são os jogadores do Flamengo que podem assinar pré-contrato com outros clubes a partir de julho

Sete atletas terão seus vínculos encerrados com o Flamengo ao final desta temporada

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Alexandre Vidal /Flamengo

O futebol brasileiro, antes de mais nada, está parado por causa da pandemia do novo coronavírus. Por outro lado, os contratos seguem em vigor. Sete jogadores do atual elenco do Flamengo terão os vínculos encerrados em dezembro. Por isso, a partir de julho, poderão assinar com outros clubes para se transferirem sem que o rubro-negro receba alguma compensação financeira em 2021. À princípio, a perspectiva é da manutenção de cinco dos sete atletas que estão vinculados ao clube.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Siga o Torcedores também no Instagram

O Flamengo, porém, só irá abrir negociações faltando dez dias para o começo do Campeonato Brasileiro. A diretoria rubro-negra não está incomodada com a proximidade do fim dos contratos. O goleiro Diego Alves, antes de mais nada, é considerado imprescindíveis pelo técnico Jorge Jesus. O empresário Eduardo Maluf, inclusive, tem conversas avançadas com o clube.  O meia Diego Ribas, porém, tem a situação indefinida para a temporada de 2021.

O Torcedores.com apurou que dois jogadores, que terão seus contratos encerrados no final do ano, estão fora dos planos do Flamengo. Ainda de acordo com a reportagem são: Lucas Silva e Orlando Berrío. Os atacantes são desejados por clubes do exterior. Por isso, a diretoria, caso chegue uma oferta oficial, considera liberá-los antes do fim do contrato. Confira a situação contratual e quem são eles.

Diego Alves

Aos 34 anos, o camisa 1 já revelou que vem pensando em estender seu vínculo com o Flamengo. Diego Alves, inclusive, não pretende aumentar seu salário. No entanto, ele deseja renovar por mais duas temporadas. Apesar de não falar abertamente, o goleiro tem interesse em se despedir do futebol com a camisa rubro-negra. De acordo com o vice-presidente de futebol, Marcos Braz, o tema será conversado após o reinício do futebol no Brasil.

“Desde que passamos a tomar parte das novas condições financeiras, decidimos que faríamos isso mais para frente. Os dois atletas são importantíssimos e temos por data começar essas conversas dez dias antes do Brasileirão. Aí, começaremos a tratar”.

Diego Ribas

O camisa 10, antes de mais nada, vai precisar ter paciência se quiser renovar com o Flamengo. Segundo apurou o Torcedores.com, Diego Ribas divide opiniões entre os dirigentes. À princípio, existem pessoas ligadas ao departamento de futebol que defendem a sua saída em virtude da idade avançada: 35 anos. Por outro lado, há quem defenda mais um ano de contrato para o jogador.

“Todo mundo sabe da importância do Diego Ribas, que é um ídolo do clube, um atleta totalmente esforçado, disciplinado e dedicado. Vamos debater isso mais para frente com o atleta. Não tem problema nenhuma. Será analisado com calma”, disse Marcos Braz.

Lucas Silva

Sondado recentemente pelo Gil Vicente, clube da primeira divisão de Portugal, o atacante Lucas pode estender o contrato com o Flamengo até dezembro de 2021. A prorrogação do contrato nada mais é do que uma forma de o clube se prevenir caso o atacante se destaque longe da Gávea. Lucas Silva, porém, evita falar abertamente sobre o assunto.

“Enquanto eu estiver no Flamengo, irei fazer o máximo para defender a camisa rubro-negra. É sempre um prazer. Hoje faltou mais tranquilidade para definir as jogadas. Em termo de proposta, deixo para nossos agentes resolverem”, disse o jovem atacante ao “Jornal O Dia”.

Matheus Dantas

Revelado nas categorias de base do Flamengo, Matheus Dantas é o zagueiro menos utilizado por Jorge Jesus. Ele atuou em seis jogos com o técnico português. Atualmente é a quinta opção para a zaga. Além dele, o treinador conta com Rodrigo Caio, Léo Pereira, Gustavo Henrique e Matheus Thuler. Dantas, no entanto, demonstrou tranquilidade em relação à sua situação no clube.

“O (Jorge) Jesus disse que todo mundo fez parte. Para os jogadores, é importante ter esse reconhecimento e saber que o treinador está olhando para nós”, disse em janeiro durante entrevista coletiva.

Orlando Berrío

O colombiano não terá seu contrato renovado com o Flamengo. Com a boa fase de Éverto Ribeiro e a chegada de Pedro Rocha, o atacante sabe que é apenas uma questão de tempo para deixar o clube. Ao Torcedores.com, o empresário Néstor Villareal disse que Orlando Berrío não tem pressa para resolver a situação do atleta.

“Estamos trabalhando para tirá-lo do clube. Não conversei com o Flamengo, porque as possibilidades que tenho não são concretas. Mas, não temos pressa para resolver essa situação até entendemos como vai ficar o futebol após a pandemia. Mas, se houver alguma proposta oficial, iremos apresentar a diretoria para avaliar o caso. Estou tratando de forma confidencial para não atrapalhar possíveis interessados”, disse.

Pedro

O camisa 19 tem é jogador do Flamengo, por empréstimo, até o fim desta temporada. Ele recebe em torno de R$ 500 mil. À princípio, a multa rescisória está estipulada em 10 milhões de euros (R$ 58,8 milhões), valor pago pela Fiorentina ao Fluminense em 2019. O contrato, inclusive, tem uma cláusula que dá prioridade ao rubro-negro para adquirir o passe do centroavante. De acordo com Pedro, a estrutura oferecida pelo clube é um diferencial para seguir por muito tempo no Flamengo.

“Na minha chegada eu até me assustei, porque eu conhecia o Ninho do Urubu antigamente e mudou muito. A estrutura agora é top demais e isso faz total diferença para gente manter o alto nível. O Flamengo oferece tudo de melhor para gente e isso facilita muito, mostra o porquê dá força que o Flamengo tem agora”, disse à Fla TV.

Pedro Rocha

Primeiro reforço para esta temporada, o atacante tem contrato até dezembro com o Flamengo. O Spartak Moscou, dono dos direitos federativos do atacante, tem o desejo de vende-lo ao término do compromisso. De acordo com a imprensa russa, o clube deseja reaver parte dos 12 milhões de euros (R$ 70,5 milhões) investidos para tirá-lo do Grêmio em 2017.

“Podem esperar coisas boas. Por estar no clube que sempre torci, podem esperar o máximo de empenho. Estou aqui para ajudar, é muito importante e bom trabalhar em um grupo competitivo, de qualidade, e isso ajuda bastante no nosso rendimento. Vou fazer o meu melhor sempre por esse clube. Meu maior desejo, sem dúvidas, é continuar aqui por muito tempo”, projetou o atacante em entrevista ao “Lance”.

LEIA MAIS:

Banco BRB é a terceira estatal a patrocinar o Flamengo

De Alex Muralha a Vitor Gabriel: como estão os jogadores emprestados pelo Flamengo