Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Ex-Corinthians detona Cristian e relembra briga no elenco em 2015: “É um c…”

Campeão brasileiro relatou que o treinador Tite tinha que ficar apitando sempre nos treinamentos para pedir melhor comportamento de Cristian

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.Twitter: @rafaelbrayan_

Crédito: Foto: divulgação/Corinthians

Considerado como um dos melhores volantes que passaram pelo Corinthians nos últimos anos, Cristian recebeu diversas críticas de ex-companheiro de elenco. Campeão brasileiro em 2015, o atacante Lincom, em entrevista ao canal Youtimão, detonou o jogador e relatou como era a convivência no vestiário.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“Nunca fui muito com a cara dele, ele não recebia o pessoal muito bem. O Lucca saiu na mão com ele no treino para você ter noção, jogador da base não gostava dele. A verdade tem que ser dita. Chegou com um baita de um salário, não sei dizer ao certo, mas ele era cobrado por isso. Isso gerou um desconforto por parte do staff do Ralf, porque o Ralf era titular absoluto, ídolo da equipe, campeão mundial, Libertadores, e ele tinha um salário mais baixo que o do Cristian”, disse o ex-atacante do Corinthians.

Lincom também elogia a postura de Ralf, que era titular do time que venceu o Campeonato Brasileiro naquele ano e é considerado um dos melhores do futebol recente. “O Ralf tem um caráter invejável, é um cara de grupo, que torce pelo companheiro de verdade. Se você errar, diferente do Cristian, que fazia totalmente ao contrário, o Cristian não sabia ser líder. O Ralf é um líder. Se eu chegasse num treinamento e perdesse um gol fácil, o Ralf ia e incentivava, o Cristian ia mandar eu para aquele lugar”, comentou.

A postura de Cristian não irritava apenas os jogadores. Lincom revelou que até Tite se incomodava com os palavrões nos treinamentos. “O Tite cansou de apitar, nos treinamentos, cobrando o Cristian por falar palavrão, ficava abrindo os braços, parecia o Cristo Redentor, o dono do CT. O Tite apitava, ele não gosta de palavrão, falava que ele precisava saber se posicionar. Todo mundo via ele como liderança e ai depois que conhecia, pensava: ‘ou ele tá muito puto que tá no banco ou é um c…”, disse.

Lincom era reserva de Vagner Love e ganhou uma chance no clássico contra o São Paulo, que terminou em goleada alvinegra. O atacante deixou ainda mais claro sua insatisfação com Cristian e criticou a falta de vontade para ganhar a partida na Arena Corinthians.

“Foi engraçado contra o São Paulo, o jogo que eu joguei mais tempo, 5 a 0, o Cristian só queria ficar tocando a bola, aquele… filha da mãe. Não queria jogar. Pô, vamos atacar, cara, vamos para cima. Mas você não conseguia nem se comunicar com os caras e o pessoal do São Paulo pedindo para diminuir. Os caras “vai devagar, diminui, já tá cinco”, ai foi lá e fez o sexto. E o Cristian queria ficar tocando a bola de lado, cara”, concluiu.

LEIA MAIS:

Jô opina sobre retorno do futebol e minimiza antecipação do Fla: “A gente vai voltar forte”

Jucilei revela valores e explica processo contra o Timão: “Não posso abrir mão do que já trabalhei”

Timão recebe processo de meia do Barcelona e lateral do Bahia, e pode ter contas bloqueadas