Taison elogia Grêmio pela postura com Tetê, mas é detonado por empresário: “Deveria estar no hipódromo, só sabe correr”

Atacante Taison foi duramente criticado pelo empresário Pablo Bueno, do ex-gremista Tetê

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Montagem sobre imagens de divulgação

Polêmico como de costume, o empresário Pablo Bueno, dos atacantes Ferreira e Tetê, detonou o posicionamento adotado por Taison em entrevista nesta semana concedida ao Bola Nas Costas, da Rádio Atlântida, ainda nesta semana.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Companheiros no Shakhtar, Taison fez elogios a Tetê, mas lamentou a forma como ele saiu do Grêmio. No início do ano passado, o jogador foi vendido sem sequer ter atuado no profissional – ele entendia que já merecia estar recebendo chances de Renato Portaluppi.

“É um garoto que tem muito futuro. Ele tem tudo como jogador. É jovem ainda, 19 pra 20 anos, vai crescer muito. E vai aprender muitas coisas também. Mas não posso cravar que ele vai virar um Douglas Costa. Isso não dá. Eu vi o Douglas fazer coisas inacreditáveis dentro de campo. Eu não acompanhei a saída dele, porque não sou gremista. Mas o Grêmio foi correto. Tem que dar tempo e cada um esperar até conquistar o espaço. Se não chega o empresário, vai no presidente e o cara começa a jogar. Não existe isso. Eu mesmo no Inter tive que esperar pra começar a jogar”, disse Taison.

Agente responde Taison

Bueno, que representa Tetê desde o início da carreira, detonou Taison durante entrevista à Rádio Gre-Nal nesta terça-feira.

“Não me surpreende as declarações do Taison. É a famosa inveja. Aqui na Ucrânia só se fala no Tetê. Isso incomoda.Quando sair do futebol, ele pode trabalhar no hipódromo já que só sabe correr, ou então trabalhar na política, no Partido Verde”, disparou.

No último final de semana, Taison fez um e Tetê fez dois na vitória do Shakthar por 3×2 sobre o Oleksandria, garantindo o tetracampeonato ucraniano.

LEIA MAIS:

Ex-Inter comentário de Maurício Saraiva sobre “Barcelona desfalcado” em 2006: “Perdeu a chance de ficar calado”

Alex não segura emoção e vai às lágrimas ao rever gol do amigo Fernandão na final de 2006 contra o São Paulo

Barrios revela que recusou proposta do Inter após conquistar a Libertadores de 2017: “Eu respeito o Grêmio”

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram