Você sabia? Existe uma igreja maradoniana na Argentina

Criada para cultuar o ídolo do futebol argentino, a igreja maradoniana possui mais de duas décadas

Gabriel Girardon
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Club de Gimnasia y Esgrima La Plata

O dia 30 de outubro é mais que especial para fãs de Diego Armando Maradona. Aliás, não apenas fãs, mas devotos. No sentido literal da palavra em esfera religiosa. Isso porque, na data citada, comemora-se o “Natal” na igreja maradoniana, em virtude do aniversário do ex-jogador.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Criada em 1998, quando Maradona completara 38 anos, a igreja maradoniana foi idealizada por Hernán Amez. Jornalista e fanático pelo craque argentino, ao qual se refere como “D10S”, teve a ideia e pôs em prática junto com dois amigos. Todos, claro, fãs de Don Diego.

A igreja maradoniana, na verdade, não possui um local físico. Em entrevista ao UOL em 2009, Amez mostrou a espécie de capela que construiu em sua casa, em Rosário. Há um altar com a imagem de Maradona, além da “Bíblia”, neste caso, a biografia do eterno camisa 10 argentino.

Em 2013, o fundador da entidade concedeu outra entrevista para um veículo do Brasil. Desta vez para a ESPN, contando sobre a popularidade da igreja maradoniana. Na ocasião, Amez disse que mais 250 mil pessoas seguiam a “religião”, espalhadas por cerca de 80 países.

Alguns princípios são seguidos, como os 10 mandamentos. Alguns deles são “Amar o futebol acima de todas as coisas” e “Declarar amor incondicional a Diego e ao futebol”. Além do “Natal” no dia 30 de outubro, também é celebrada a “Páscoa”, no dia 22 de junho. A data é em alusão ao jogo da Argentina contra a Inglaterra na Copa de 1986, onde Maradona marcou dois gols, sendo um deles “La mano de Dios”.

VEJA TAMBÉM
Veja números de Maradona como técnico

Você lembra? Maradona vestiu camisa da Seleção Brasileira em comercial