10 defensores marcaram gols para clubes brasileiros em finais de Libertadores; veja todos

Jogadores deixaram seus setores para resolverem no ataque

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/TV Globo

Muitas vezes os jogadores do setor ofensivo não conseguem resolver os problemas do ataque e os defensores acabam aparecendo com a solução. Foi assim que 10 jogadores de defesa marcaram gols por clubes brasileiros em finais de Copa Libertadores.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

Veja quem foram os defensores a marcarem e o contexto de cada gol marcado:

Lima – 1963
O jogador era o mais polivalente do elenco do Santos na década de 60 e podia atuar como zagueiro, lateral ou volante. Na ida da decisão contra o Boca Juniors, no Maracanã, o jogador brilhou e marcou o terceiro gol na vitória por 3 a 2.

Nelinho – 1976 e 1977
Na partida de ida, no Mineirão, o lateral Nelinho, quase uma arma ofensiva para o Cruzeiro, marcou para abrir o placar na vitória por 4 a 1 sobre o River Plate.

O lateral era tão fundamental ofensivamente que voltou a marcar no jogo desempate, que definiria de vez o campeão. Nelinho recebeu passe de Eduardo pela direita e soltou uma bomba, no ângulo. Assista ao primeiro gol do vídeo abaixo:

Nelinho voltaria a marcar no ano seguinte, no segundo jogo da final contra o Boca Juniors, para dar a vitória por 1 a 0 ao Cruzeiro. Os argentinos, porém, terminaram campeões.

Vitor – 1993
O jogo de ida da final da Libertadores de 1993, entre São Paulo x Universidad Católica, foi um passeio no Morumbi. O Tricolor venceu por 5 a 1 e o lateral Vitor marcou o segundo da goleada.

Gilmar – 1993
Quem também marcou presença e deixou o dele na decisão foi o pouco lembrado zagueiro Gilmar.

Assista ao gol de Vitor aos 2:02 e o de Gilmar aos 2:37:

Alex – 2003
O gol do zagueiro do Santos na final da Libertadores de 2003 foi o de menor valor entre os da lista, já que o Peixe já estava com caminho endurecido no fim do confronto com o Boca Juniors e perderia por 5 a 1 no agregado. Assista ao gol de Alex aos 1:35:

Fabão – 2005 e 2006
O zagueiro marcou o segundo gol do São Paulo na goleada por 4 a 0 sobre o Athletico Paranaense. Foi o terceiro título do Tricolor. Assista ao gol de Fabão aos 2:06:

O defensor também marcou na final do ano seguinte, em 2006, no jogo da volta contra o Internacional. Mas o clube gaúcho segurou o empate e conquistou seu primeiro título.

Edcarlos – 2006
Em mais um gol que pouco adiantou para o clube, Edcarlos marcou o tento que diminuiu a derrota do São Paulo no jogo de ida contra o Internacional, no Morumbi. Assista aos 2:17:

Bolivar – 2010
O capitão do Inter marcou gol fundamental para o bicampeonato colorado em 2010 ao dar a vitória sobre o Chivas no jogo de ida, no México, após assistência do companheiro Índio. Assista aos 3:37:

Danilo – 2011
O lateral do Santos foi fundamental para o título do clube em 2011 e marcou o gol do título aos 23 minutos do segundo tempo com um belo toque de perna esquerda. Assista aos 1:19:

Leonardo Silva – 2013
O gol do zagueiro do Atlético-MG talvez seja o mais crucial da lista, já que o Galo ficaria sem a taça até os 42 minutos do segundo tempo, quando o camisa 3 subiu muito, fez 2 a 0 e levou a partida para prorrogação e pênaltis.

Leia mais:
Caio Ribeiro explica porque deixou a Inter de Milão e revela briga com treinador: “queria matar ele”