Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

6 duplas de pais e filhos que disputaram Copas do Mundo

Alguns filhos conseguem tanto ou mais sucesso que os pais

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Divulgação

Já imaginou ver seu pai na disputa de uma Copa do Mundo? Agora imagine você mesmo, após seu pai brilhar, conseguir o mesmo feito e orgulhar a família?

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

Veja 6 duplas de pais e filhos que disputaram Copas do Mundo:

Pablo e Diego Forlán
O pai, ídolo do São Paulo, esteve nas Copas do Mundo de 1966 e 1974 com o Uruguai. Sua cria foi ainda melhor e disputou três Copas: 2002, 2010 e 2014. O melhor resultado de um Forlán em Copas foi com Diego, em 2010, quando levou a celeste ao quarto lugar e foi o Bola de Ouro da competição.

Cesare e Paolo Maldini
Os dois são ídolos históricos do Milan e fizeram carreira na seleção italiana. Cesare disputou apenas uma Copa do Mundo, em 1962, enquanto Paolo superou e disputou quatro: 1990, 1994, 1998 – quando o próprio pai foi o treinador – e 2002. O melhor resultado de um Maldini foi em 1994, quando Paolo chegou à final e perdeu para o Brasil.

Mazinho e Thiago Alcântara
O ex-lateral e volante brasileiro foi peça fundamental na Seleção no início dos anos 90 e esteve nas Copas do Mundo de 1990 e 1994. Seu filho, Thiago, preferiu defender a seleção espanhola e esteve no Mundial de 2018, na Rússia. O melhor resultado da família Alcântara foi o título de Mazinho com o Brasil em 1994.

Domingos e Ademir da Guia
O pai é ídolo do Corinthians, o filho é ídolo do Palmeiras. Ambos tiveram sucesso na carreira em clubes e também defenderam o Brasil em Copas. Domingos foi para a Copa do Mundo de 1938, onde ajudou o Brasil a chegar na 3ª posição e entrou para a seleção do Mundial. Ademir foi como reserva em 1974 e viu o Brasil parar na poderosa Holanda de Cruyff e companhia.

Danny e Daley Blind
Pai e filho fizeram carreira no Ajax e estiveram em competições com a seleção holandesa. Danny disputou os Mundiais de 1990 e 1994 pela Holanda, enquanto Daley, que segue em atividade, esteve na Copa do Mundo de 2014.

Ilija e Dusan Petkovic
O caso mais polêmico da lista é o de Ilija e Dusan Petkovic. Isso porque o pai, Dusan, foi um dos principais jogadores da Iugoslávia na década de 70 e esteve na Copa do Mundo de 1974. Se tornou treinador após a separação do país e comandou Sérvia e Montenegro no Mundial de 2006, na Alemanha. O técnico, porém, viu um de seus principais jogadores, o atacante Mirko Vucinic, se lesionar, e resolveu chamar ninguém menos que Dusan, seu filho, zagueiro, para a vaga. O defensor foi inscrito, aparece como atleta na Copa de 2006, mas pediu dispensa após a imprensa detonar o pai.

Leia mais:
Caio Ribeiro explica porque deixou a Inter de Milão e revela briga com treinador: “queria matar ele”