Conheça a história do Estádio Heriberto Hülse, casa do Criciúma há quase sete décadas

Tigre atuou pela última vez no Majestoso no dia 8 de julho, quando empatou sem gols contra o Marcílio Dias

Cido Vieira
Jornalista em formação, e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com, trabalho como setorista do Botafogo e futebol nordestino

Crédito: Divulgação - Criciúma

Apesar de não vivenciar uma de suas melhores fases, o Criciúma tem uma história de destaque no futebol nacional, chegando inclusive a disputar uma edição de Copa Libertadores, além de ter figurado na elite nacional por várias vezes e ter sido campeão da Copa do Brasil. Fundado em 1947, o time catarinense em suas origens tinha o nome de Comerciário Esporte Clube, fato que durou até 1978, quando através de uma assembléia entre conselheiros foi escolhido a mudança.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

Construído em 1955, o estádio Heriberto Hülse foi inaugurado oficialmente no mesmo ano, mais precisamente no dia 16 de outubro, quando o até então Comerciário perdeu para o Imbituba pelo placar de 1 a 0. Embora tenha capacidade atual para 20 mil torcedores, seguindo as regras do Estatuto do Torcedor, o palco de jogos apelidado carinhosamente de Majestoso já recebeu mais de 31 mil pessoas em um duelo do Tigre contra a Chapecoense, em 1995.

O nome do estádio faz homenagem ao ex-governador do estado de Santa Catarina, Heriberto Hülse, que representou o sul catarinense e o Criciúma em inúmeras oportunidades.

Totalmente coberto, o Heriberto Hülse conta com sistema de câmeras de vigilância, placar eletrônico, academia e piscina para o uso dos jogadores, sala de troféus com vitrine, restaurante e estacionamento. Além disso, o estádio do Tigre ainda com o Ginásio Colombo Machado Salles, que já foi utilizado para jogos de futsal. Contudo, com o fim da categoria no clube, a grama sintética foi instalada para o elenco em dias chuvosos.

Um dos títulos mais marcantes que o Criciúma faturou dentro do Majestoso foi a conquista da Copa do Brasil de 1991 sobre o Grêmio. Naquela oportunidade, o Tigre segurou o empate sem gols, e como havia segurado uma igualdade por 1 a 1, em Porto Alegre, ficou o com o troféu inédito, e garantiu vaga na Libertadores do ano seguinte.

LEIA MAIS: