Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Em entrevista, presidente da CBF crava datas de retorno das competições nacionais

Em entrevista ao jornal O Globo, Rogério Cabloco, presidente da CBF cravou o retorno das principais competições nacionais. Brasileirão Série A volta em 9 de agosto e a Copa do Brasil no dia 26 de agosto

Eduardo Suguiyama
Eduardo Suguiyama é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado).

Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

Há duas semanas, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) já havia definido as datas do retorno do Campeonato Brasileiro da Série A e da Série B, mas hoje em uma entrevista ao jornal O Globo, o presidente da entidade máxima do futebol brasileiro, Rogério Caboclo, revelou a data dos retornos da Copa do Brasil, Série C e da Série A1 do Feminino.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

Siga o Torcedores também no Facebook

O Campeonato Brasileiro já era para ter se iniciado em maio, porém, a pandemia do coronavírus paralisou as competições estaduais e consequentemente as nacionais, que viriam a acontecer, porém, em âmbito nacional as competições vão retornar em agosto, conforme revelou Rogério Cabloco, presidente da CBF.

“Na Série A, houve um voto dissidente sobre o mando, mas nenhuma dúvida se a competição vai começar ou não dia 9 de agosto. Brasileirão é algo definido e determinado. A Série B inicia no dia 8, na véspera. Definimos com a Série C que ela recomeçará na mesma data da B. A Copa do Brasil volta em 26 de agosto. A Série A1 do Feminino, também. O Brasileiro Sub-20, dia 23 de setembro”, disse o mandatário em entrevista ao O Globo.

Cabloco afirmou ainda que as viagens e protocolos sanitários foram feitos com segurança com um projeto que envolveu a CBF, médicos dos clubes e contou com a apreciação do Ministério da Saúde.

Série D e Série A2 feminina

Apesar das demais competições nacionais já terem data para o retorno, a Série D e a Série A2 feminina ainda terão que esperar um pouco mais. Cabloco lembrou que a Série D tem 68 participantes do Brasil inteiro e o mesmo vale para a Série A2 feminina que tem um grande número de clubes.

LEIA MAIS

As melhores notícias de esportes, direto para você