Por onde andam os jogadores que conquistaram a primeira Libertadores do Internacional?

Atletas fizeram história no Colorado

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Mossoró passou pelo Braga e foi para o futebol turco (Scott Heavey/Getty Images)

O Internacional conquistou sua primeira Copa Libertadores em 2006 e todos os 25 jogadores inscritos na competição entraram para a história do clube.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

Veja por onde andam os jogadores que fizeram parte do time campeão:

Clemer – O ex-goleiro se tornou treinador, passou pela base do Inter, mas seu último trabalho foi em 2018, no Brasil de Pelotas
Elder Granja – O ex-lateral parou de jogar em 2016, no Juventus-SP (leia mais)
Bolivar – O ex-zagueiro atualmente é treinador de futebol e comanda o Vila Nova-GO
Fabiano Eller – Após a aposentadoria, o zagueiro surpreendeu ao voltar aos gramados em 2019 para defender o São Mateus, do Espírito Santos, mas já parou mais uma vez
Fabinho – O ex-volante faz cursos para seguir carreira no futebol e já passou por estágios no Fluminense e no Flamengo
Rubens Cardoso – O lateral aposentou, se declarou ao Internacional e trabalha nas comissões técnica do goleiro Clemer. Seu último trabalho foi no Brasil de Pelotas
Tinga – O ex-volante foi dirigente do Cruzeiro até 2017, mas deixou o clube e passou a comandar projetos no Rio Grande do Sul. Foi convidado para integrar a Secretaria de Esportes do governo federal, mas recusou
Perdigão – O ex-volante mantém negócios em Curitiba e vive em sua terra natal
Fernandão – O capitão do título foi dirigente e técnico do Internacional após a aposentadoria, mas morreu tragicamente em um acidente de helicóptero em 2014
Iarley – Atualmente o ex-atacante é funcionário do Internacional e coordena as divisões de base
Rafael Sóbis – Após idas e vindas no clube, o jogador se transferiu no começo de 2020 para o Ceará
Marcelo Boeck – O goleiro veterano segue em atividade e é reserva do Fortaleza
Índio – O ex-zagueiro era funcionário do clube até o início da pandemia, mas foi um dos que perderam o emprego em meio aos cortes na folha
Ceará – O atleta aposentou em 2017 após passagem pelo América-MG, mas surpreendeu ao anunciar retorno aos gramados em 2020 para defender a União Luziense, que disputa o Módulo III do Campeonato Mineiro
Ediglê – O ex-zagueiro aposentou aos 40 anos, em 2018, no São Raimundo-AM
Marcio Mossoró – O meia fez carreira no futebol europeu e passou por Braga e Basaksehir, da Turquia. Atualmente segue no país e defende o Goztepe
Michel – O atacante aposentou em 2017 no Brasil de Farroupilha, da segunda divisão gaúcha
Rentería – Xodó da torcida colorada, o colombiano está sem clube desde 2017, quando fez sua última temporada pelo Guarani
Léo – O atacante foi mais um que parou cedo e não atua desde 2017, quando defendeu o Taubaté
Wellington Monteiro – O ex-volante aposentou em 2018, quando fez sua última temporada pelo Lajeadense
Renan – O atleta rodou pelo Brasil após ser campeão pelo próprio Internacional da Libertadores de 2010. Segue em atividade e é titular do Esportivo-RS
Jorge Wagner – O ex-meia se afastou do futebol e mantém negócios em Salvador, sua cidade natal
Alex – O meia aposentou após o rebaixamento do Inter em 2016 e ficou um tempo recluso. Voltou a aparecer como comentarista do DAZN
Adriano Gabiru – O meia vive atualmente em Curitiba e mantém negócios na cidade. Disputa ainda campeonatos amadores na cidade (leia mais)

Relembre a campanha do Internacional em 2006:

Leia mais:
Você lembra a escalação do Corinthians na final da Libertadores 2012?