Brasileirão pode ter novo “Clube dos 13” para venda dos direitos de transmissão e ‘peitar’ a Globo

Athletico destacou ao Cade que terá participação de associação coletiva para negociação das transmissões dos clubes do Brasileirão, de acordo com Marcel Rizzo

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.

Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

O Brasileirão está perto de nova junção entre os 13 principais clubes do país. De acordo com a coluna de Marcel Rizzo, no UOL Esporte, o Athletico alegou ao Cade que é a favor da negociação coletiva dos direitos de transmissão – mesmo com a lei do mandante.

O Athletico Paranaense retificou a ideia que estava sendo tratada apenas nos bastidores, ao Cade (Conselho Administrativo da Defesa Econômica). A organização investiga se há monopólio nos direitos de transmissão de futebol no Brasil, e o principal alvo é o Grupo Globo de Televisão.

Marcel Rizzo, entretanto, destaca que a conversa entre os clubes do Brasileirão “ainda é embrionária e passa muito pela posição de clubes com muitos torcedores, como Flamengo e Corinthians, que precisariam estar dentro”. Além disso, a Lei do Mandante precisará ser aprovada pelo Governo, que já caducou.

De acordo com o colunista, o Athletico Paranaense é um dos principais clubes a favor da Lei do Mandante. A equipe de Petraglia ‘peitou’ o Grupo Globo e vendeu os direitos de transmissão de pay-per-view. Entretanto, a emissora entrou na Justiça contra a atitude do clube do Paraná.

VEJA TAMBÉM:

Árbitro do Brasileirão escolhe o clássico mais difícil de apitar no Brasil: “Os caras não se gostam”

Daronco revela passado no Handebol e critica futebol atual: “Eu jogaria hoje do jeito que está”

Daronco cita evolução com o VAR e nega favorecimentos a times grandes: “Não tem nada a ver”