Cris Cyborg faz performance dominante e mantém cinturão dos penas do Bellator

Brasileira venceu australiana por finalização e manteve cinturão da categoria dos penas do Bellator

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Facebook Oficial Bellator

A primeira defesa do cinturão peso-pena do Bellator foi bem sucedida para Cris Cyborg. Com uma performance totalmente dominante, a brasileira derrotou a australiana Arlene Blencowe na última quinta-feira (15).

A paranaense fez uma luta praticamente irrepreensível, aplicando chutes contra as pernas da rival, que é bicampeã mundial de boxe, e levando a luta até a grade. Blencowe até tentou o contragolpe, mas a potência das joelhadas e cotoveladas aplicadas por Cyborg no clinche a fizeram ser derrubada.

Uma vez no solo, Cyborg aumentou a potência dos golpes e trabalhou por cima até o fim do round. No segundo round, a curitibana foi dominante e novamente derrubou a australiana, para aí trabalhar até conseguir a posição e finalizar por mata-leão.

Foi a primeira vitória na carreira de Cris Cyborg por finalização, a sua 23ª nas 26 lutas que fez como lutadora profissional de MMA.

Outro representante brasileiro no Bellator da última quinta foi Leandro Higo. O peso-galo também não tomou conhecimento de Ricky Bandejas e dominou a luta do início ao final e também venceu por finalização através do mata-leão.

O Brasil ainda teria Patricky Pitbull no cage, mas a luta deste contra Jaleel Willis foi cancelada por causa do brasileiro ter tido uma crise de labirintite.

LEIA MAIS

Ex-UFC reeditará rivalidade histórica do MMA brasileiro no Future FC