Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Era Alexandre Campello terá o 9º técnico no Vasco em três anos de gestão

Alexandre Campello vai contratar um técnico para comandar o Vasco no Brasileirão

Wilson Pimentel
Jornalista esportivo desde 1998. Cobriu os principais eventos esportivos da última década. Passou pelas redações do SBT, Record TV, CNT, Esporte Interativo, Rádio Tupi, Rádio Brasil e Rádio Manchete. É correspondente de veículos de comunicação da Colômbia, Croácia, Paraguai e Portugal. Está no Torcedores.com desde 2019.

Crédito: Carlos Gregório Jr/ Vasco

A era Alexandre Campello no Vasco, antes de mais nada, é marcada por dois aspectos bem importantes em três anos de gestão: a quantidade de derrotas vergonhosas em competições e a rotatividade de treinadores. Após perder por 3 a 0 para o Bahia pelo Campeonato Brasileiro, o dirigente demitiu Ramon Menezes na tarde desta quinta-feira. Agora, o presidente procura o 9º técnico quase no fim do seu mandato, que finaliza no dia 7 de novembro de 2020.

Siga o Torcedores também no Instagram

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Ramon Menezes não resistiu a mais um tropeço do Vasco no Brasileirão. Dessa forma, ele deixou o clube após oito partidas, com três empates e cinco derrotas. Detalhe: ele foi o segundo treinador do Gigante da Colina só nesta temporada, já que ele passou de interino a efetivado após a saída de Abel Braga, que deixou o time após um fraco desempenho na Copa Sul-Americana, Copa do Brasil e Campeonato Carioca.

Dos oito técnicos da era Alexandre Campello, quatro foram demitidos, dois foram interinos e outros dois pediram para sair. No final do ano passado, Vanderlei Luxemburgo trocou o Vasco pelo Palmeiras após não chegar a um acordo com o dirigente. O treinador, antes de mais nada, pediu garantias de que teria uma equipe competitiva para brigar por títulos em 2020. Por outro lado, o presidente disse que não faria grandes investimentos para esta temporada.

Ao longo do período entre 2018 e 2020, foram sete treinadores que passaram com a atual gestão. Além de Ramon Menezes, o Vasco teve Zé Ricardo, Jorginho, Valdir Bigode, Alberto Valentim, Marcos Valadares, Vanderlei Luxemburgo e Abel Braga ficaram no banco da equipe de São Januário. Luxemburgo e Abel, inclusive, chegaram com a expectativa para um trabalho de médio a longo prazo. Porém, eles tiveram vida curta no clube.

Por isso, o Torcedores.com listou todos os treinadores que passaram pelo Vasco na gestão de Alexandre Campello. Além disso, a reportagem relembra as demissões, apresenta os números e o desempenho de cada treinador teve no período que passou por São Januário. Confira!

Zé Ricardo

Foi o primeiro técnico da era Alexandre Campello. Ele ficou de ‘herança’ da gestão Eurico Miranda. O treinador entregou o cargo após o time perder por 2 a 1 para o Botafogo no Campeonato Brasileiro de 2018. Ao todo, foram 50 jogos, com 22 vitórias, 13 empates, 15 derrotas e um aproveitamento de 52,7%.

Jorginho

Contratado para substituir Zé Ricardo, a segunda passagem do treinador pelo Vasco durou pouco. Ele foi demitido após a derrota por 1 a 0 para o Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro de 2018. O Tetracampeão Mundial comandou o clube em 10 partidas. Foram quatro vitórias, um empate, cinco derrotas e um aproveitamento de 43,33%.

Valdir Bigode

Ídolo da torcida do Vasco, Valdir foi integrante da comissão técnica permanente do clube nas gestões de Eurico Miranda e Alexandre Campello. Ele foi demitido durante a reformulação do departamento de futebol promovida pelo atual presidente. O ex-atacante comandou o time profissional em cinco oportunidades. Posteriormente, o cargo de auxiliar foi ocupado por Ramon Menezes.

Alberto Valentim

Teve o trabalho contestado por dirigentes e torcedores devido as mudanças constantes na escalação da equipe. Ele caiu após derrota por 2 a 0 para o Flamengo pelo Campeonato Carioca de 2019. Nesse ínterim, o treinador comandou o time em 41 jogos, com 18 vitórias, 11 empates, 12 derrotas e 50,2% de aproveitamento.

Marcos Valadares

Ex-técnico do time Sub-20, Marcos Valadares assumiu o comando do time principal após a demissão de Alberto Valentim. Ele, porém, não conseguiu repetir o bom trabalho na base. Ele, nesse ínterim, ficou à frente da equipe em quatro partidas, deixando o Vasco na 20ª e última colocação do Campeonato Brasileiro.

Vanderlei Luxemburgo

O treinador assumiu a equipe durante o Campeonato Brasileiro de 2019. Ele, inclusive, foi decisivo na luta contra o rebaixamento. Além disso, ele classificou o Vasco para a Copa Sul-Americana, terminando o Brasileirão com 49 pontos e na 12ª posição. Ao todo, Luxemburgo ficou à frente do time em 34 jogos, conquistou 12 vitórias, obteve 12 empates, acumulou 10 derrotas e teve 62,2% de aproveitamento.

Abel Braga

A terceira passagem de Abel Braga foi encerrada após o Vasco perder para o Fluminense no Campeonato Carioca de 2020. Ele, antes de mais nada, entregou o cargo após três meses. À primeira vista, o treinador entrou em rota de colisão com Alexandre Campello devido ao baixo investimento e à falta de reforços. Foram 14 jogos, quatro vitórias, cinco empates e cinco derrotas.

Ramon Menezes

Após um bom começo em São Januário, Ramon foi demitido após o time acumular três jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro. Além da derrota para o Bahia, os tropeços para o Coritiba e Red Bull Bragantino ainda ecoam nos corredores do clube. Ele, nesse ínterim, somou oito vitórias, três empates e cinco derrotas.

As melhores notícias de esportes, direto para você

    

 

LEIA MAIS: