Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Famílias de vítimas da tragédia da Chapecoense podem receber indenização bilionária

Parte das famílias das vítimas do acidente da Chape poderá receber indenização de US$ 844 milhões, segundo justiça americana

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Chapecoense

Familiares das vítimas do acidente com o voo da Chapecoense que matou 71 pessoas em novembro de 2016 poderão ter um momento de alívio. Segundo a Folha de São Paulo e o Globoesporte.com, parte das famílias das vítimas poderá receber indenização bilionária segundo ação movida na Justiça dos Estados Unidos.

Um tribunal do estado da Flórida homologou nesta semana um pedido de indenização que gira em torno de US$ 844 milhões (algo perto de R$ 4,77 bilhões). A homologação se deu por causa de uma tentativa de acordo entre os advogados dos familiares e dos responsáveis apontados pela tragédia, no entanto tal acordo não rendeu frutos.

São réus no caso a LaMia, companhia área do voo que levava a delegação da Chape, jornalistas e convidados, a Kite Corporation (dona da aeronave), e seus respectivos responsáveis, Ricardo Albacete e Marcos Rocha Venegas. Além disto, há a possibilidade de que as famílias possam também buscar indenizações junto às seguradoras do avião que caiu na Colômbia.

Três empresas de seguros, Aon, Bisca e Tokio Marine Kiln, são as responsáveis pela apólice de seguro do avião. Nas leis dos EUA, é permitido que a parte que entrou com a ação busque indenização das seguradoras se as empresas responsáveis não a assistirem.

“Essa é uma vitória importantíssima. Agora entramos num novo momento. Como as empresas não deram assistência, podemos ir atrás delas para conseguir essa indenização”, disse Marcel Camilo, que advoga para nove famílias que devem ser beneficiadas pela indenização.

No Brasil, existe uma ação pública que cobra indenização de US$ 300 milhões (R$ 1,7 bilhão) da LaMia e das empresas seguradoras responsáveis pela aeronave. No Senado, uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) vem apurando as responsabilidades e causas do acidente com o voo da Chapecoense.

LEIA MAIS

Morre aos 80 anos Silva ‘Batuta’, ex-Flamengo, Vasco, Corinthians e Seleção

Você sabia? Messi tem vantagem contra Cristiano Ronaldo em confrontos na Champions