Grêmio avança nas negociações por centroavante argentino

Diego Churín negocia rescisão amigável com o Cerro Porteño para se transferir para o Grêmio

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação /Cerro Porteño

Na busca por mais alternativas para Renato Portaluppi, o Grêmio se aproxima para fechar o acordo com Diego Churín, do Cerro Porteño, do Paraguai. O atacante argentino, que contou com o aval do treinador tricolor, deverá assinar contrato com o clube e atuar pelo clube gaúcho. Após as últimas arestas serem alinhadas, há expectativa de o jogador chegar a Porto Alegre nos próximos dias.

Siga o Torcedores também no Instagram

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Aos 31 anos, Diego Churín tem contrato com o Cerro Porteño até junho de 2021. O centroavante é um dos destaques do clube paraguaio e seu representante já está em contato com a diretoria do Grêmio. As conversas ganharam forças nos últimos dias, depois de o clube sonhar com os astros Alexandre Pato e Edison Cavani.

De acordo com o site “UOL Esporte”, o presidente Romildo Bolzan Jr está otimista em relação ao argentino. Afinal, Régis Marques, empresário do jogador, tem boa relação com a diretoria tricolor, tendo em vista que já negociou outros jogadores, como Diego Gavillán, Eduardo Vargas, Germán Herrera, Ricardo Tavarelli, Richard Morales, Rolando Schiavi, Sergio Órteman, entre outros.

Questões econômicas e tempo de contrato foram encaminhados já nas primeiras reuniões. Agora, só para exemplificar, restam questões burocráticas, que, segundo os envolvidos na negociação, não devem impedir a chegada do argentino no Grêmio. Enquanto isso, Diego Churín negocia uma rescisão amigável com o Cerro Porteño. Afinal, o clube paraguaio deseja receber uma compensação financeira para liberar o jogador.

A contratação de Diego Churín só deverá ser anunciada após a realização de exames médicos em Porto Alegre. Por política interna para não atrapalhar a negociação, os dirigentes evitam falar publicamente sobre o tema. Afinal, a diretoria fracassou em algumas negociações recentemente. Além disso, o torcedor não vem poupando críticas nas redes sociais devido a lentidão na busca por reforços impactantes para a sequência da temporada.

Há urgência de mais opções para Renato Portaluppi, que atualmente dispõe apenas de Diego Souza como atacantes de referência. Afinal, os jovens Da Silva e Fabrício ainda são considerados imaturos para assumir a condição de titular. Por outro lado, o treinador tem apostado em meias-atacantes para a composição do setor ofensivo: Alisson, Luiz Fernando e Pepê são deslocados com frequência para o ataque.

A carreira de Diego Churín

Nascido em Arroyo Dulce, na Argentina, Diego Churín foi revelado nas divisões de base do Independiente. Ele, porém, passou pelo clube de Avellaneda sem qualquer protagonismo. Ao todo, disputou apenas oito partidas e fez um gol com a camisa ‘Roja’. Nesse ínterim, o centroavante foi emprestado ao Comunicaciones, da Argentina, onde também não se destacou.

Após deixar o futebol argentino, Diego Churín foi atuar no Chile. Por lá, ele defendeu o Curicó Unido, Universidad Concepción e o Unión Española, onde realizou a melhor temporada da sua carreira. O argentino somou 20 gols em 36 partidas. Com isso, foi artilheiro do Campeonato Chileno. Além disso, ele foi lembrado para a seleção do torneio.

Em 2017, Diego Churín foi contratado pelo Cerro Porteño, do Paraguai. Ele chegou no ‘El Ciclón’ com status de artilheiro. Pelo clube, o matador marcou 52 gols em 127 jogos. Nesse ínterim, venceu o Campeonato Paraguaio em 2017 e 2020.

LEIA MAIS: