Neymar ainda não ultrapassou Ronaldo e está muito longe de Pelé na artilharia da Seleção para a CBF; veja o ranking

Entidade nacional considera jogos que a FIFA não leva em consideração

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

Para a FIFA, Neymar é o vice-artilheiro da Seleção Brasileira com 64 gols, dois a mais que Ronaldo e apenas 13 atrás de Pelé, que tem 77 gols e segue na liderança. Mas para a CBF os números são diferentes e o atual camisa 10 da equipe é o 4º.

Isso porque a entidade nacional considera alguns jogos que a FIFA não leva em consideração para fazer a contagem da artilharia histórica da Seleção.

Se para a FIFA, Pelé tem 77 gols, por exemplo, para a CBF o número sobe para 95. Além disso, os 92 jogos do ídolo do Santos pela Seleção Brasileira também sobem, de 92 para 113.

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

Além de Pelé, Ronaldo e Zico “ganham” gols na contagem e voltam a ultrapassar Neymar na contagem. O Fenômeno tem 67 gols – diferente dos 62 da contagem da FIFA – e o maior ídolo da história do Flamengo sobe de 48 para 66 gols.

O ranking de artilharia geral da Seleção para a CBF, então, ficaria com:

Pelé – 95 gols em 113 jogos
Ronaldo – 67 gols em 103 jogos
Zico – 66 gols em 89 jogos
Neymar – 64 gols em 103 jogos
Romário – 56 gols em 74 jogos

Os gols de Neymar
Se Pelé “ganha” 18 gols na contagem por jogos amistosos não contabilizados pela FIFA, Neymar também tem seus números inflados por jogos fora de competições oficiais.

Em um raio-x publicado pelo Ge.com, Neymar aparece com 42 dos seus 64 gols marcados em amistosos. Os outros 22 estão divididos entre Copa do Mundo (6), Copa América (3), Eliminatórias (9) e Copa das Confederações (4).

Leia mais:
Seleção na TV Brasil dá prejuízo à CBF; Valores complicam negócio com emissoras