Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Ramon: Relembre joias da base que brilharam (ou não) na lateral esquerda do Flamengo

Cobiçado por clubes europeus, Ramon renovou contrato com o Flamengo até 2025

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Alexandre Vidal /Flamengo

Uma das principais revelações do Flamengo, o lateral-esquerdo Ramon é tratado como um ativo de valor, que renovou o contrato do atleta até dezembro de 2025. O acordo, no entanto, não reduziu o assédio das equipes europeias. Á primeira vista, o jogador segue sendo alvo de cobiça do Benfica, de Portugal, Lyon, da França e do Milan, da Itália.

Siga o Torcedores também no Instagram

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Com moral elevada com o técnico Domènec Torrent, o lateral de 19 anos foi um dos vários ‘Garotos do Ninho’ acionados pela comissão técnica durante o surto do novo coronavírus (Covid-19) que atingiu o Flamengo. Ramon, inclusive, fez sua estreia como profissional contra o Barcelona pela Copa Libertadores da América. No entanto, foi um dos destaques do time no empate com o Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro.

Em processo de crescimento no futebol, Ramon é o ‘caçula’ de uma linhagem de laterais formados nas categorias de base do Flamengo. O mais famoso, antes de mais nada, é o lendário Júnior. O Maestro, inclusive, esteve presente nas conquistas mais importantes na centenária história do clube. Posteriormente, o clube revelou vários laterais. Mas nenhum conseguiu ser tão bom quanto o eterno camisa 6.

Por isso, o Torcedores.com fez um levantamento das últimas joias da base que brilharam (ou não) na lateral esquerda do Flamengo. A reportagem levou em consideração os números apurados junto a RSSSF Brasil (Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation), maior autoridade em estatísticas de futebol do mundo, para elaborar o ranking. Confira!

Athirson

Período no Flamengo: 1996 a 2000 e 2002 a 2004

Jogos: 252

Gols: 37

Habilidoso, veloz e bom cobrador de faltas, Athirson surgiu como grande promessa do futebol brasileiro. Ele, inclusive, venceu a Copa Ouro da Conmebol (1996), a Copa Mercosul (1999) e o Campeonato Carioca (1999). Porém, o lateral não vingou no futebol brasileiro. Posteriormente, o defensor se tornou um andarilho passando por clubes da Itália, Alemanha e Rússia. Atualmente é técnico de futebol.

Cássio

Período no Flamengo: 2000 a 2003

Jogos: 63

Gols: 3

Foi fundamental para o Flamengo na conquista do Campeonato Carioca de 2001. Ele, antes de mais nada, marcou um ‘gol espírita’ na decisão por pênaltis da Taça Guanabara contra o Fluminense. Na ocasião, o goleiro Murilo chegou a espalmar a cobrança, mas a bola bateu no chão e entrou. Além disso, Cássio conquistou a Copa dos Campeões (2001). Porém, o lateral viveu uma intensa relação de amor e ódio com a torcida antes de sair do clube.

Gilberto

Período no Flamengo: 1996 a 1997

Jogos: 51 jogos

Gols: 2

Cria do futsal do America (RJ), Gilberto se profissionalizou após ingressar nas divisões de base do Flamengo. Pelo clube, ele venceu o Campeonato Carioca (1996). Após deixar a Gávea, o lateral teve passagens destacadas por Cruzeiro, Vasco, Grêmio, São Caetano, Internazionale, Hertha Berlim e Tottenham. Além disso, lateral defendeu a Seleção Brasileira nas Copas de 2006 e 2010.

Júnior

Período no Flamengo: 1974 a 1984 e 1989 a 1993

Jogos: 875

Gols: 77

O ‘Capacete’ venceu o Mundial e Clubes (1981), a Copa Libertadores da América (1981), o Campeonato Brasileiro (1980, 1982, 1983 e 1992), a Copa do Brasil (1990) e o Campeonato Carioca (1974, 1978, 1979, 1981 e 1991). É, portanto, o maior lateral-esquerdo da história do Flamengo. Além disso, Júnior foi técnico do time rubro-negro em 54 oportunidades de 1993 a 1994. Ele também foi coordenador técnico do clube na conquista do Carioca de 2004.

Jorge

Período no Flamengo: 2014 a 2017

Jogos: 87

Gols: 5

Cria do futsal do Flamengo, Jorge integrou o elenco que venceu o Campeonato Carioca de 2014. ‘Jorgeto Carlos’, como era conhecido na base rubro-negra devido à técnica refinada semelhante à de Roberto Carlos, lateral do penta, é considerado uma das maiores revelações dos últimos anos do clube. Recentemente, ele foi contratado pelo Basel, da Suíça.

Leonardo

Período no Flamengo: 1987 a 1990 e 2002

Jogos: 174

Gols: 10

É considerado um dos maiores laterais da história do Flamengo. Ele, inclusive, estreou com apenas 17 anos com a camisa rubro-negra. Léo, nesse ínterim, jogou ao lado dos lendários Leandro, Andrade, Adílio e Zico. Pelo clube, o jogador venceu o Campeonato Brasileiro (1987) e a Copa do Brasil (1990). Além disso, Leonardo conquistou pela Seleção Brasileira a Copa do Mundo (1994). Atualmente é diretor esportivo do Paris Saint-Germain, da França.

Leonardo Inácio

Período no Flamengo: 1993 a 1995 e 1997 a 2000

Jogos: 56

Gols: 2

Polivalente, Léo Inácio destacou-se no futebol carioca como um dos poucos jogadores que defenderam os quatro grandes clubes do Rio de Janeiro. Ele, inclusive, foi bastante utilizado na lateral e no meio de campo pelos treinadores durante sua passagem na Gávea. Com a camisa rubro-negra, o defensor vencei a Copa Mercosul (199), a Copa Ouro da Conmebol (1996) e o Campeonato Carioca (1996, 1999 e 2000).

Piá

Período no Flamengo: 1989 a 1993

Jogos: 172

Gols: Nenhum

Marcus Vinícius Pedro Nogueira, o Piá, assumiu a camisa 6 após a saída de Leonardo para o São Paulo. Tecnicamente era um jogador limitado. Porém, foi dono da posição por anos devido a sua aplicação tática e esforço em um time sem grandes opções para o setor. Pelo clube, o defensor venceu o Campeonato Brasileiro (1992), a Copa do Brasil (1990), o Campeonato Carioca (1991) e a Copa São Paulo de Futebol Júnior (1990).

LEIA MAIS: