Após carta de Bolsonaro, Putin sinaliza saída e Robson pode voltar ao Brasil em breve, diz revista

Intervenção de Bolsonaro pode selar liberdade de Robson

Bruno Romão
23 anos, estudante de Jornalismo, amante da escrita, natural de Campina Grande (PB) e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Repordução

Após ser detido em março de 2019, Robson Oliveira está mais perto de conseguir sua liberdade. Segundo a revista “Época“, Vladimir Putin recebeu a carta de Jair Bolsonaro e sinalizou com uma saída para o ex-motorista do jogador Fernando. Sendo assim, existe a possibilidade de uma condenação rápida ser aplicada. Portanto, após o cumprimento da pena, o brasileiro estará livre para desembarcar em solo nacional.


Bolsonaro interviu depois de tomar conhecimento da situação por meio de Felipe Melo, atleta do Palmeiras. Diante disso, buscou o contato com o chefe de Estado da Rússia, afirmando, por meio da mensagem que foi enviada, que não havia conhecimento da legislação local. Por ter entrado com um medicamento ilegal no país, Robson foi detido, mesmo alegando que a encomenda era para o sogro de Fernando, que jamais prestou depoimento para inocentar o compatriota.

“Por que ele não levou o pai da esposa dele na delegacia para falar que o remédio era dele? Ele disse que apresentou uma receita. Por que não levou o pai dela junto para apresentar essa receita e falar que o remédio era dele, que foi ele quem mandou me mandou botar na mala?”, declarou à “TV Globo”.

Estando em posse de Mytedom 10mg (cloridrato de metadona), o brasileiro foi enquadrado em tentativa de tráfico e contrabando. Dessa forma, existia a chance de prisão perpétua ser aplicada. O caso gerou uma grande repercussão nas redes sociais, chegando até Bolsonaro. Agora, há uma forte tendência de um final feliz ocorrer, e Robson retomar sua vida no Brasil.

LEIA MAIS

Pelé presenteia Bolsonaro com camisa do Santos autografada