Confira as histórias do Draft e todas as escolhas

Veja as principais narrativas deste Draft, trocas, e todas as escolhas da edição

Cainã Lima
Colaborador do Torcedores

Esta quinta-feira (18), ocorreu a edição de 2020 do Draft da NBA. E como toda edição do evento, quais foram as surpresas, equipes vencedores e ganhadoras? Abaixo, você confere todas as escolhas e as principais narrativas da edição.

A PRIMEIRA DUPLA DE ALAS DA ÁSIA NA HISTÓRIA DA NBA

Dado a indefinição das primeiras escolhas, apesar do consenso sobre quem seriam (LaMelo Ball, James Wiseman, Deni Avdija e Anthony Edwards), talvez a maior expectativa sobre a seleção estivesse no ala israelense Deni Avdija. Entretanto, foi justamente Deni quem pautou a provável maior surpresa do evento. Ele foi escolhido apenas na 9a escolha pelo Washington Wizards, algo inesperado, dado a expectativa. Chicago aparentava ser o limite para o ala, porém, a equipe selecionou o ala-pivô versátil Patrick Williams. Em seguida, Cavaliers, Hawks, Pistons e Knicks não o selecionaram, portanto, sobrando para a equipe de Washington.

Rui Hachimura, ala-pivô japonês, fará dupla com o israelense. Serão a primeira dupla de alas asiáticos da NBA.

O MAGO DARYL MOREY

Demitido de Houston, Morey assumiu o cargo de general manager do Sixers. Mas a missão não seria fácil. Ele precisaria lidar com os problemas recentes de montagem de elenco, o rotineiro problema de encaixe de Embiid e Simmons, além disso, a pedra no sapato do contrato do ala-pivô Al Hoford. E ele conseguiu.

Horford foi enviado para o Oklahoma City Thunder em troca de Danny Green e Terrance Fergurson. E para complementar a troca e compensar o contrato pífio do ala-pivô, uma escolha de primeiro round de 2025 e a 53 deste ano (Cassius Winston).

Morey, novamente, fazendo mágica. Green e Ferguson são dois atletas que, além de tudo, não são inúteis, visto que correspondem a uma característica carente na equipe: o arremesso de três pontos. Apesar disso, é importante salientar que Terrance Ferguson enfrenta uma acusação de estupro.

O Philadelphia 76ers ainda conseguiu ótimas escolhas. Tyrese Maxey (21), é um shooting guard que, apesar de não ser eficiente do perímetro, é um slasher agressivo e ótimo defensor, acrescentando características muito interessantes ao banco da equipe.  Além disso, a equipe escolheu Paul Reed (58), Tyler Bey (36) e Isaiah Joe (49). Todos bons jogadores.

O GRANDE VENCEDOR DO DRAFT (?)

Anthony Edwards, shooting guard, tomará todas as manchetes devido a alcunha de primeira escolha do Draft. E, apesar da pressão instantânea para ganhar agora, o Wolves também adicionou prospectos muito interessantes ao plantel. Jaden McDaniels (28), ala-pivô, Daniel Oturu (33), pivô, e Leandro Bolmaro (23), armador, são jogadores que, apesar de precisarem ser lapidados, representam um bom acúmulo de expectativa e potencial.

Pablo Prigioni, ex-jogador argentino e, atualmente assistente técnico do Wolves, treinará o também argentino Leandro Bolmaro, além de, é claro, o armador espanhol Ricky Rubio. Que coisa, não?

A QUEDA DE NICO MANNION 

Outra surpresa. Nico Mannion, armador italiano, era o único pass-first da classe, acumulando médias de 5.3 assistências. Ele era cotado para a loteria, anteriormente. Mas a metade do seu último ano no College não correspondeu as expectativas, sendo marcado pelo desperdício de bola, apesar da ótima visão de quadra, inconstância nos arremessos e, especialmente, a bola errática de três pontos. Queda livre no Draft. Mas a sua derrocada tão drástica não era algo esperado.

Com a quadragésima oitava escolha, o Golden State Warriors selecionou o italiano. E, honestamente? É uma ótima escolha para ambos. Sob a tutela de Curry e as mãos de Steve Kerr, o armador deve ser uma peça intrigante para os próximos anos da equipe.

NOTAS DE RODAPÉ

Orlando Magic: a equipe possuía apenas uma escolha no Draft e o dever fora cumprido. Cole Anthony (15) e Markelle Fultz é, no mínimo, uma dupla de armação que empolga. Porém, D.J Augustin, muito provavelmente, deve estar de malas prontas.

Detroit Pistons: Killian Hayes (7) e Saddiq Bey (19) ambos são jogadores interessantíssimos para o futuro da equipe. Entretanto, foi no mínimo estranha a escolha da equipe ao negociar Luke Kennard para o Clippers em troca da escolha 19 do Brooklyn Nets, que viria a preço de Landry Shamet. Kennard, apesar do histórico de lesões, foi um dos poucos destaques da equipe no último ano. Talvez a equipe estivesse fugindo de uma provável “saída a custo zero” do armador na próxima offseason, visto que, provavelmente, testaria o mercado e não aceitaria a sua qualifying offer. Isaiah Stewart (16),  ala-pivô, também foi uma escolha estranha, visto que haviam escolhas melhores.

Boston Celtics: outra equipe com dever cumprido, tendo preenchido muito bem as suas principais necessidades no Draft. Aaron Nesmith (14), ala,  Yam Madar (47), armador stash (isto é, deve cumprir um ou mais anos de contrato na Europa), e Payton Pritchard, atendem muito bem as características que a equipe necessita para suprir suas deficiências. Pritchard (26) chega para comandar a armação da segunda unidade, muito inteligente, foi um dos melhores armadores do College. Nesmith agrega muito com sua boa defesa e o arremesso constante. No entanto, Madar deve continuar na Europa.

PRIMEIRA RODADA 

  1. – Timberwolves: Anthony Edwards (SG)
  2. – Warriors: James Wiseman (C)
  3. – Hornets: LaMelo Ball (PG)
  4. – Bulls: Patrick Williams (SF)
  5. – Cavaliers: Isaac Okoro (SF)
  6. – Hawks: Onyeka Okongwu (C)
  7. – Pistons: Killian Hayes (PG)
  8. – Knicks: Obi Toppin (PF)
  9. – Wizards: Deni Avdija (SF)
  10. – Suns: Jalen Smith (PF)
  11. – Spurs: Devin Vassell (SG)
  12. – Kings: Tyrese Haliburton (PG)
  13. – Pelicans: Kira Lewis Jr (PG)
  14. – Celtics: Aaron Nesmith (SF)
  15. – Magic: Cole Anthony (PG)
  16. – Blazers (trocado para o Pistons): Isaiah Stewart (C)
  17. – Wolves (trocado para o Thunder): Aleksej Pokusevski (PF)
  18. – Mavs: Josh Green (SG)
  19. – Nets (trocado para o Pistons): Saddiq Bey (PF)
  20. – Heat: Precious Achiuwa (PF)
  21. – Sixers: Tyrese Maxey (SG)
  22. – Nuggets: Zeke Nnaji (PF)
  23. – Knicks (trocado para o Wolves): Leandro Bolmaro (PG)
  24. – Bucks (trocado para o Nuggets): R.J Hampton (PG)
  25. – Thunder (trocado para o Knicks): Immanuel Quickley (PG)
  26. – Celtics: Payton Pritchard (PG)
  27. – Jazz: Udoka Azubuike (C)
  28. – Lakers (trocado para o Wolves): Jaden McDaniels (PF)
  29. – Raptors: Malachi Flynn (PG)
  30. – Celtics (trocado para o Grizzlies): Desmond Bane (SG)

SEGUNDA RODADA 

  1. – Mavericks: Tyrell Terry (PG)
  2. – Hornets: Vernon Carey (C)
  3. – Wolves (trocado para o Clippers): Daniel Oturu (C)
  4. – Sixers (trocado para o Thunder): Theo Maledon (PG)
  5. – Kings (trocado para o Grizzlies): Xavier Tillman (C)
  6. – Sixers (trocado para o Mavericks): Tyler Bey (PF)
  7. – Wizards (trocado para o Thunder): Vit Krejci (PG)
  8. – Jazz (trocado para o Pistons): Saben Lee (PG)
  9. – Pelicans (trocado para o Jazz): Elijah Hughes (SF)
  10. – Grizzlies (trocado para o Kings): Robert Woodard III (SG)
  11. – Spurs: Tre Jones (PG)
  12. – Pelicans (trocado para o Hornets): Nick Richards (C)
  13. – Kings: J. Ramsey (PG)
  14. – Bulls: Marko Simonovic (PF)
  15. – Bucks: Jordan Nwora (PF)
  16. – Blazers: C.J Elleby (SG)
  17. – Celtics: Yam Madar (PG)
  18. – Warriors: Nico Mannion (PG)
  19. – Sixers: Isaiah Joe (SG)
  20. – Hawks: Skylar Mays (SG)
  21. – Warriors: Justin Jessup (SG)
  22. – Kings: Kenyon Martin Jr (SF)
  23. – Thunder: Cassius Winston (PG)
  24. – Pacers: Cassius Stanley (SG)
  25. – Nets (trocado para o Clippers): Jay Scrubb (SG)
  26. – Hornets: Grant Riller (PG)
  27. – Clippers (trocado para o Nets): Reggie Perry (C)
  28. – Sixers: Paul Reed (PF)
  29. – Raptors: Jalen Harris (SG)
  30. – Pelicans (trocado para o Bucks): Sam Merrill (SG)

LEIA MAIS:

O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM OS TIMES DE SAN FRANCISCO?

KEVIN PORTER JR É ACUSADO DE QUEBRAR NARIZ DE MULHER