FIFA desiste de aumento na premiação do Mundial de Clubes

Crise econômica causada pela pandemia motivou a mudança

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Matt Roberts/Getty Images

A FIFA cancelou um aumento que daria aos clubes que disputam o Mundial de Clubes devido à pandemia da Covid-19. A crise financeira do mercado esportivo se agravou por conta da nova doença e fez com que a ideia fosse deixada de lado, conforme publicou o blog do Marcel Rizzo, do UOL.

Atualmente o campeão do Mundial de Clubes recebe 5 milhões de dólares, enquanto o vice leva 4 milhões de dólares. A ideia era de que o aumento fosse de 1 milhão para o campeão e o vice, além de 4 milhões de dólares extras ao vencedor do torneio, este montante tirado da venda de direitos de transmissão dos jogos.

Além disso, a FIFA planejava igualar as premiações ao 5º, 6º e 7º colocados do Mundial de Clubes. Atualmente eles recebem 1,5 milhão, 1 milhão e 500 mil dólares, respectivamente. No novo projeto, o prêmio seria de 2,5 milhões para todos eles.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

A pandemia acabou ainda com a projeção de lucro da FIFA para o Mundial de Clubes, que será disputado em fevereiro de 2021. A ideia era arrecadar 23 milhões de dólares, mas sem ingressos ou pacotes completos de turismo, isso não deve ocorrer. A entidade entende que o esvaziamento do Mundial por parte especialmente de clubes europeus se dá pela baixa premiação. A UEFA paga ao campeão da Liga dos Campeões quase 80 milhões de dólares pela campanha.

Leia mais:
Presidente da Argentina se emociona e se declara a Maradona: “obrigado por ter existido, você nos levou ao topo do mundo”