Flamengo espera acertar três contratos que acabam em dezembro; veja situação de cada

Clube rubro-negro espera resolver situação de Diego Alves, Pedro Rocha e Pedro Guilherme nas próximas semanas

Rafael Brayan
Apaixonado pelo estudo do esporte mais praticado no mundo.

Crédito: Alexandre Vidal//Flamengo

O Flamengo prepara as próximas semanas para resolver a situação de três jogadores que estão em fim de contrato: o goleiro Diego Alves, o ponta Pedro Rocha e o goleador Pedro Guilherme. Nesta quarta-feira, o site Globoesporte.com informou a situação de cada jogador no clube rubro-negro.

Pedro Guilherme e a Fiorentina

Destaque da temporada e recém-convocado para a seleção brasileira, Pedro tem a situação mais tranquila. O time precisa apenas acertar o valor para contratação em definitivo do jogador junto à Fiorentina. Valor pedido é de 14 milhões de euros, algo próximo a R$ 89 milhões.

Clube tem acordo para comprar Pedro em seis vezes, mas tenta renegociar as parcelas com o time italiano.

Seu time maltrata seu coração? 

Deixa que o Clude cuida dele para você!

Diego Alves e renovação travada

Goleiro titular com Rogério Ceni, Diego Alves ainda não acertou os valores de renovação de contrato com o Flamengo. Já havia acertado um vínculo novo de mais dois anos com o diretor executivo Bruno Spindel, mas departamento financeiro vetou os valores pedidos. O jogador acabou se incomodando com a situação.

VEJA TAMBÉM: Flamengo tem briga interna com Diego Alves e formou “elenco fragmentado” sem Rafinha

Pedro Rocha e o Spartak de Moscou

Apesar de jogar mesos que os outros nomes, o atacante também tem contrato até 31 de dezembro deste ano. Pedro Rocha ainda tenta aumentar o vínculo em negociação com o Spartak de Moscou. Foram apenas 10 jogos, três como titular e diversas lesões.

VEJA TAMBÉM:

Série A do Brasileirão já tem 25 trocas de técnicos em 2020; veja lista completa

Arrascaeta, do Flamengo, é indicado pela 2ª vez seguida ao Prêmio Puskas; relembre o golaço

Mesmo com Flamengo, SBT perde para a Globo até no Rio de Janeiro; veja os números