Lisca diz que “dói o coração” vencer o Inter e condena atitude de Rodinei: “Pegou no órgão genital e virou pra nós”

Técnico Lisca, velho conhecido do Internacional, não gostou da postura do lateral-direito Rodinei

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Reprodução - Twitter/América-MG

Praticamente criado para o futebol dentro do Beira-Rio, o técnico Lisca também se dirigiu aos torcedores colorados depois de fazer o seu América-MG, nos pênaltis, passar de fase sobre o Inter e ir à semifinal da Copa do Brasil. Sem ironia ou provocação, ele disse que “dói o coração” vencer o clube do Beira-Rio.

“O América está entre os 4 melhores do Brasil. Um abraço ao torcedor colorado. Dói no meu coração”, declarou – veja no final deste vídeo.

A última passagem de Lisca pelo Inter acabou ficando marcada pelo inédito rebaixamento da história do clube, em 2016, quando ele teve a oportunidade de dirigir o time nos três jogos finais. Já na sua chegada, para muitos tardia, a chance de permanência era remota.

Acompanhe as notícias do seu time do coração pelo Facebook

Críticas de Lisca a Rodinei

Em coletiva de imprensa após a classificação do Coelho no Independência, Lisca reclamou de um suposto ato de indisciplina do lateral-direito colorado Rodinei depois do gol de Yuri Alberto, nos acréscimos, que garantiu o 1×0 ao Inter e a chance de disputa de pênaltis.

“O ‘Seu Rodinei‘ foi muito mal quando o Inter fez o gol. Mandou nosso banco ‘praquele’ lugar e colocou as mãos no órgão genital. Não tinha acabado, meu parceiro. Você deveria aprender mais sobre futebol. O jogo só termina depois dos pênaltis”, disparou Lisca.

Classificado, o América-MG vai enfrentar o Palmeiras na semifinal da Copa do Brasil. O outro lado da chave terá São Paulo x Grêmio. Já o Inter tem pela frente o Brasileirão e a Libertadores, enfrentando o Fluminense, em casa, no domingo, às 18h15, pelo nacional.

LEIA MAIS:

Presidente do Inter aponta erro do juiz no último Gre-Nal e minimiza jejum no clássico: “Estamos na frente desde 1945”

Caetano nega ter “trocado farpas” com Eduardo Coudet, e presidente do Inter se manifesta sobre polêmica

Galhardo desabafa após expulsão, relembra histórico e discorda de árbitro: “Estou muito chateado”

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram