Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Deiveson revela problema que quase o tirou de luta do UFC 256

Brasileiro chegou a ir para o hospital horas antes do evento; problema pode ter sido de ordem intestinal

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Facebook UFC Brasil

Deiveson Figueiredo manteve o cinturão dos moscas do UFC após uma luta ferrenha contra Brandon Moreno que terminou em empate segundo os juízes. Mas quase que o brasileiro não participou da luta devido a um problema médico.

O ‘Deus da Guerra’ relatou na coletiva pós-luta que teve que ir para o hospital pouco antes da luta reclamando de problemas intestinais e que teve que correr para conseguir se recuperar e estar presente no UFC 256.

“Até a noite passada tive algo como um princípio de infecção intestinal e até ás 2h, estava no hospital. Vim com a barriga cheia de vendo, não sabia se iria lutar. Foi uma luta dura até o final, mas venci. Mesmo com o estômago arrebentado, eu venci e mantive o que é meu, dei meu sangue com honra e saí com os braços erguidos”, disse Deiveson.

Lia Correia, nutricionista de Deiveson, relatou ao Combate que o problema pode ter sido mesmo de origem intestinal, mas que isto só será analisado no retorno do campeão dos moscas ao Brasil. Mas apontou que tal problema não fez com que o Ultimate evitasse que a luta acontecesse.

“O que houve mesmo, eu só saberei quando o Deiveson voltar. Mas ele bateu o peso muito bem, ficou até abaixo. Mas na primeira refeição depois, ele começou a ter dores abdominais e a sentir uma distensão. Ficamos apreensivos, mas ele fez todo o protocolo de reidratação, ele recebeu medicação, descansou e foi lutar. Ele foi um verdadeiro guerreiro!”, afirmou

LEIA MAIS

Charles do Bronx pede title shot contra vencedor de McGregor x Dustin

UFC 256: Em luta disputada, Deiveson Figueiredo e Brandon Moreno empatam