Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Gerson presta depoimento em delegacia e reitera luta contra o racismo: “Dar força para outras pessoas”

Relato de Gerson foi colhido e será levado em conta na investigação do caso

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Nesta terça-feira (22), Gerson prestou depoimento na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (DECRADI). O jogador esteve acompanhado de acompanhado de Rodrigo Dunshee, vice-presidente geral e jurídico do Flamengo, e deu sua versão do caso que ocorreu em Flamengo x Bahia, alegando que sofreu racismo por parte de Índio Ramírez.

Diante disso, em pronunciamento publicado nas redes sociais do clube carioca, Gerson reforçou a luta contra o preconceito. Sendo assim, sua intenção é dar força para que outras pessoas não se calem diante de atos racistas. Portanto, ele ainda afirmou que representa todos os negros da sua família e do mundo.

“Estou aqui na delegacia, vim falar sobre o ocorrido. Quero deixar bem claro que não falo só por mim, mas também pela minha filha, amigos, meus sobrinhos, meu pai e minha mãe, e todos os negros do mundo. Hoje, tenho status de jogador de futebol, onde tenho voz ativa para falar e dar força a outras pessoas que sofrem racismo ou outro tipo de preconceito para que possam falar também”, declarou.

Dessa forma, o dirigente do Flamengo espera que a Justiça seja feita no ocorrido. Agora, o depoimento de Ramírez, assim como de Mano Menezes e do árbitro Flavio Rodrigues de Souza, também devem ser colhidos.

“O Flamengo está junto do Gerson, apoiando esse momento. Ele cumpriu seu papel de cidadão e agora a questão está entregue à Justiça e esperamos que a Justiça seja feita”, completou.

LEIA MAIS

As melhores notícias de esportes, direto para você