Vai deixar saudades? Ceará encaminha saída de jogador fora dos planos de Guto Ferreira para time paraguaio

Em 2020, Mateus Gonçalves disputou 20 partidas e fez três gols pelo Ceará

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação /Ceará

O atacante Mateus Gonçalves está próximo de deixar o Ceará. O atacante de 26 anos viaja nesta segunda-feira ao Paraguai para realizar exames médicos e acertar com o Cerro Porteño por duas temporadas. A informação foi divulgada pelo site “GE.com” e posteriormente confirmada pelo Torcedores.com.

Mateus Gonçalves recebeu uma proposta considerada irrecusável do Cerro Porteño. Por isso, não jogará mais pelo Ceará no Campeonato Brasileiro. O atual contrato do atacante com o Vozão ia até fevereiro quando ele poderia sair sem custos. Ou seja, sem que o clube cearense recebesse uma compensação financeira.

Como o atacante não vem sendo utilizado pelo técnico Guto Ferreira, contudo, o presidente do Ceará, Robinson de Castro, não criou dificuldades para a saída do jogador. No início do ano, chegou a ser informado pelo dirigente que não fazia parte da comissão técnica e foi liberado para procurar um novo clube.

Leitor torcedor cuida da saúde pagando pouco!

Mateus Gonçalves começou a temporada como titular sob o comando de Argel Fuchs. Porém, perdeu espaço após a chegada de Guto Ferreira. Com o treinador, o jogador foi pouco utilizado no Campeonato Brasileiro. Confirmada a saída, o treinador fica com Leandro Carvalho, Rick e Vinícius Lima como opções para a posição.

A carreira de Mateus Gonçalves

Revelado pelo Palmeiras, Mateus Gonçalves teve breve passagem pelo Sport e Fluminense antes de ser contratado pelo Ceará em 2019. Ele disputou 56 partidas e sete gols. No último ano, integrou o elenco alvinegro que venceu a Copa do Nordeste. O jogador, inclusive, atuou em seis oportunidades e marcou dois gols na campanha do título cearense.

O atacante irá para sua terceira experiência internacional. Antes de acertar com o Cerro Porteño, ele atuou pelo Vitória de Guimarães, de Portugal. Mas fez carreira jogando no futebol mexicano. Além disso, defendeu o Deportivo Tepic, Pachuca, Chiapas, Toluca e Tijuana. Em 2017, conquistou a Liga dos Campeões da Concacaf pelo Pachuca.