Acabou o amor! Presidente do Benfica sofre cobrança para demitir Jorge Jesus

Jorge Jesus tem contrato com o Benfica até junho de 2022

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação /Benfica

Apesar de ter retornado ao Benfica cercado de expectativa, Jorge Jesus não está garantido no cargo. Depois de o time encarnado fracassar em todas as competições nesta temporada, o presidente Luís Filipe Vieira vem sendo pressionado por oposicionistas e até mesmo aliados políticos para demitir o técnico.

Longe de ser uma unanimidade no Benfica, Jorge Jesus viu o descontentamento aumentar com os resultados obtidos no Campeonato Português. Em 20 partidas, ele conseguiu 11 vitórias, 6 empates e 3 derrotas. Atualmente, o time é o quatro colocado e tem chances remotas de chegar ao título da Liga NOS.

Luís Filipe Vieira ficou sozinho na decisão de contratar Jorge Jesus. Afinal, o dirigente descartou categoricamente a possibilidade de contratar treinadores estrangeiros como Ernesto Valverde, Luiz Felipe Scolari, Manuel Pellegrini, Maurício Pochettino, Quique Setién e Unai Emery para comandar a equipe nesta temporada.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Após a queda de Bruno Lage no fim da última época, o mandatário bancou a chegada de Jorge Jesus depois convencer o treinador a deixar o Flamengo. Afinal, Luís Filipe Vieira ofereceu ao treinador liberdade para reformular a comissão técnica, autonomia para comandar a montagem do elenco e um orçamento alto para gastar em reforços.

O Torcedores.com apurou que a relação entre Luís Filipe Vieira e Jorge Jesus ficou estremecida após a derrota para o Arsenal (3-2), na última quinta-feira, pela Liga Europa. Segundo pessoas próximas ao treinador ouvidas pela reportagem, o “projeto fracassou” depois de o time sepultar suas chances de conquistar a competição internacional.

A rotina de treinamentos de Jorge Jesus começou a ser questionada no clube. Ele comandou nos últimos dias atividades com quatro horas de duração no Benfica Campus, centro de treinamentos localizado no Seixal. O tempo e a metodologia de trabalho foram considerados exagerados, sobre tudo pelo grupo estar em reta final de temporada.

Luís Filipe Vieira, por enquanto, não se manifestou sobre o futuro do treinador, mas sempre deixou claro para pessoas próximas que a intenção é mantê-lo até o fim de 2024, quando acaba o sétimo mandato dele. Além disso, o presidente também é cobrado para modificar o departamento de futebol.

O diretor esportivo do Benfica, Rui Costa, pode ser a próxima vítima de uma nova reformulação. Luís Filipe Vieira nega a saída. De acordo com informações obtidas pelo Torcedores.com, foi cogitada a contratação do brasileiro Jonas Gonçalves Oliveira, maior ídolo da história recente do clube, para assumir a função.

Jorge Jesus perdeu status de ‘intocável’ no Benfica

Aos olhos da torcida, Jorge Jesus perdeu o salvo-conduto no Benfica. O treinador ainda não conseguiu dar padrão tático, é questionado pelo fraco desempenho do time e pelas contratações que ainda não vingaram. Por isso, o Mister perdeu o status de ‘intocável’ no clube português.

Jorge Jesus tem contrato com o Benfica até junho de 2022. Uma rescisão amigável, que antes chegou a ser dada como improvável, pode ser a única forma de o treinador deixar o comando da equipe encarnada. Por outro lado, ele não abre mão de receber a multa rescisória estipulada em 10 milhões de euros (R$ 65 milhões, pela cotação atual).

Contudo, o empresário do treinador, Giuliano Bertolucci, tenta costurar um acordo que seja bom para os dois lados. Recentemente, o Atlético-MG buscou informações sobre os valores da “operação” Jorge Jesus. No entanto, as conversas sequer chegaram a ser iniciadas pela cúpula alvinegra para 2021.

Apesar de ter comandado o Flamengo na conquista do Campeonato Brasileiro, o técnico Rogério Ceni parece que ainda não caiu nas graças do torcedor rubro-negro. Afinal, o ex-goleiro ainda vê Jorge Jesus endeusado na Gávea por causa dos títulos da Copa Libertadores da América e do Brasileirão de 2019.

LEIA MAIS: 

Flamengo projeta receber R$ 80 milhões com a venda de ‘pacote’ de jogadores para o exterior; saiba mais!

Leonardo Jardim no Flamengo: técnico português tem chances de ser contratado?

Flamengo acerta as bases salariais e se aproxima de anunciar retorno de Rafinha; saiba mais!