Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Justin Gaethje dispara contra Dana White por ‘atrapalhar’ divisão dos leves

Lutador criticou atitudes do chefão do UFC que, em sua visão, complicaram demais o panorama pelo cinturão

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Twitter Oficial do UFC

A divisão peso-leve do UFC vive momento de indecisão, com seu campeão (Khabib Nurmagomedov) aposentado, mas ainda sem abrir mão do título. E uma série de lutadores esperando pela chance de tentar a conquista mas sem saber quando o cinturão será colocado em disputa. Para Justin Gaethje, tal confusão tem nome e sobrenome: Dana White.

Em entrevista ao site MMAJunkie, Gaethje criticou as atitudes de White no gerenciamento da divisão mais badalada do Ultimate na atualidade. Em especial por, em sua visão, querer ‘impor’ o ex-campeão do Bellator Michael Chandler na briga pelo título.

“A razão disso tudo estar acontecendo é que o Dana quis, aliás, ele f*** o Tony Ferguson e o Dustin Poirier. Ele disse ‘f***-se esses caras, irei dizer que o Chandler vai ser o reserva (no UFC 254, quando Gaethje enfrentou Khabib)’. Somos humanos e temos princípios e morais. E é o que é. É por isso que o Dustin não quer enfrentar o Chandler. Bem, acho que é isso, porque eu não converso com ele”, declarou o americano.

Muito da revolta de Gaethje se deve ao fato de que, no UFC 254, Dana White queria a luta entre Poirier e Ferguson, mas as demandas financeiras de ambos não agradaram ao UFC, que descartou o duelo e foi atrás da luta do ‘El Cucuy’ contra Chandler, que também por razões financeiras não saiu do papel. Assim, o chefão do Ultimate decidiu que o ex-Bellator seria o ‘reserva’ da luta entre Khabib e Gaethje. Agora, no UFC 257, o ‘Diamond’, após vencer Conor McGregor, se recusou a enfrentar o compatriota, que estreou no evento vencendo a Dana Hooker.

“Quando o Dana fez isso, ele não só ferrou com o Poirier ou o Ferguson. Ele f*** com todos os pesos-leves que fazem e querem a coisa certa e Dustin estava certo em externar isso. É a verdade, vocês se lembram como Tony e Dustin estavam chateados por essa luta não sair do papel por algo de US$ 50 ou US$ 100 mil. Não é legal e ninguém gosta disso”, afirmou.

(Crédito da foto: Divulgação/Twitter Oficial do UFC)