Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

CBF limita demissões de treinadores na Série A; entenda como vai funcionar

Alterações já entraram em vigor na próxima edição do Brasileirão. Mudanças também impacto nas escolhas dos treinadores, além dos clubes

Rafael Alves
Colaborador especialista.

Crédito: Lucas Figueiredo - CBF

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) definiu uma mudança importante para a próxima edição do Brasileirão nesta quarta-feira (24). Cada clube da Série A poderá ter apenas dois técnicos durante a temporada da competição. Será a primeira limitação de técnicos na história do torneio.

Apenas 2 clubes da Série A do Brasileirão venceram todos os jogos em 2021

Além disso, os técnicos também só poderão treinar duas equipes por Brasileirão, podendo pedir demissão apenas uma vez. Caso peça a segunda, o profissional não poderá mais treinar uma equipe na mesma temporada. Os clubes também só poderão demitir um comandante uma vez na competição.

Vale ressaltar que as mudanças são válidas apenas para Série A do Campeonato Brasileiro. A nova temporada inicia em 29 de maio e será finalizada em 5 de dezembro.

De acordo com o site ge, os 20 clubes da Série A votaram sobre a mudança após o presidente da CBF, Rogério Caboclo, apresentar a proposta. A ideia é antiga, mas foi barrada nas últimas temporadas. Desta vez, a limitação venceu com 11 votos a favor e 9 contra.

CBF explica como funcionará:

“O clube começará o Brasileirão com um técnico inscrito e, caso demita este treinador, poderá inscrever apenas mais um técnico. Em caso de segunda demissão, o profissional substituto tem que estar trabalhando no clube há pelo menos seis meses. Em caso de pedido de demissão por parte do treinador, o clube não sofrerá limitação para inscrever um novo técnico“, explica a CBF.

“O técnico, uma vez inscrito no Brasileirão por um clube, só poderá se demitir uma vez, caso queira treinar outra equipe que dispute a competição. Se pedir demissão novamente, ele não poderá ser inscrito por outro time. Se for demitido pelo clube, o técnico não sofrerá nenhum tipo de limitação quanto à sua contratação por um novo time“, concluiu a nota oficial.