Decisão sobre paralisação do Paulistão fica para o Ministério Público

Reunião entre governo de São Paulo e FPF colocou nas mãos do órgão o parecer sobre o prosseguimento do Paulista

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Site Oficial da Federação Paulista de Futebol

Na manhã desta segunda-feira (15), a Federação Paulista de Futebol (FPF) e o governo de São Paulo se reuniram para tentar definir se o Paulistão será paralisado ou não. E a decisão sobre isso ficará com o Ministério Público, segundo o Globoesporte.com

A partir desta segunda, o futebol e outras competições esportivas fazem parte das atividades que não serão permitidas no estado de São Paulo durante o prazo em que vigorar o decreto do governador João Doria que restringe diversas atividades para conter a circulação de pessoas na chamada ‘fase emergencial’ contra a pandemia do coronavírus. A FPF também divulgou nota sobre o assunto (ver abaixo)

A FPF tem brigado para para tentar reverter a paralisação, alegando que o futebol é um meio seguro contra a disseminação da Covid-19. Mas, por enquanto, ainda não conseguiu um aval do governo do estado para poder fazer o Paulistão prosseguir.

A alternativa inicial deverá ser procurar outros estados para realizar as partidas do Paulistão. O jogo entre São Bento x Palmeiras, marcado para quarta-feira (17), é cotado para ser realizado em Belo Horizonte. Oficialmente, não há decisão sobre isto e ela depende do parecer do MP-SP sobre se a paralisação do futebol irá prosseguir ou não.

Por causa de tal decisão, a reunião que a entidade faria com os clubes para decidir sobre o que fazer com a retomada do Paulistão será adiada para terça-feira (16).

Confira a nota da Federação Paulista de Futebol sobre a reunião com o governo de São Paulo (extraída do site oficial da FPF)

A Federação Paulista de Futebol reuniu-se na manhã desta segunda-feira (15) com Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico, Aildo Rodrigues Ferreira, secretário de Esportes, e Marco Vinholi, secretário de Desenvolvimento Regional, no Palácio dos Bandeirantes, para tratar da continuidade do Campeonato Paulista na Fase Emergencial. A FPF agora se reunirá com o Ministério Público Estadual. Por esta razão, as reuniões que estavam agendadas com os clubes nesta segunda-feira foram adiadas para terça-feira.

LEIA MAIS

Amigos revelam festas de Ronaldinho Gaúcho e abuso de bebida depois da morte da mãe

Empresa vai processar TV por causa das Eliminatórias da Copa; entenda

(Crédito da foto: Divulgação/Site Oficial da Federação Paulista de Futebol)