Deputado Alexandre Frota e Presidente Ricardo Trigo revelam projeto de R$75 milhões em Complexo de Futebol Americano de São Paulo

A nova Arena de futebol americano, que será construída em São Paulo, está localizada em terreno que vale R$74 milhões e contará com doação do Deputado Federal Alexandre Frota

Danilo Lacalle
Jornalista de formação, e atleta por opção. Especialista em esportes americanos e apaixonado por esportes radicais.

Crédito: Divulgação/FEPAFA

Em coletiva de imprensa realizada na noite desta segunda-feira, 15 de março, o Presidente da Federação Paulista de Futebol Americano (FEPAFA), Ricardo Trigo, e o Deputado Federal Alexandre Frota, trouxeram o panorama da construção da nova Arena-Complexo da modalidade, que tem previsão de término o começo de 2022. O projeto teve liberação com um Termo de Permissão de Uso, que concedeu a área no Parque Ecológico do Tietê para a criação de uma arena 100% voltada à prática do futebol americano.

Para a construção do Complexo, por meio de Emenda Parlamentar, o Deputado Federal Alexandre Frota anunciou que realizará a doação da verba de 1 milhão de reais.

“O projeto tem, também, um fundo social e vai dar a possibilidade de crianças e jovens praticarem o futebol americano, um esporte onde fui muito feliz jogando pelo Corinthians. Quando tive conhecimento do projeto do Ricardo Trigo, procurei o Governador João Dória e solicitei o encaminhamento para viabilizarmos”, revelou o Dep. Federal Alexandre Frota. “Hoje, se concretizou e já está assinado. Vou doar o valor e é uma forma de retribuir ao esporte e ao trabalho que tem sido feito”, completa.

Terreno valioso é um marco para o Futebol Americano

O novo estádio de futebol americano será construído em um terreno que vale, aproximadamente, R$74 milhões de reais, e que foi cedido pelo Governo do Estado, próximo ao CT Joaquim Grava, e que por ser uma concessão, não pode ser elencado para futuras vendas. O Projeto da Federação Paulista buscava sair do papel há 10 anos. Agora, será colocado em prática.

“Estamos há 10 anos buscando colocar o projeto em prática. Foram 117 reuniões com figuras públicas, 32 projetos montados e, agora, finalmente, conseguimos dar sequência à casa do futebol americano em São Paulo. Acredito que conseguiremos desenvolver muito a modalidade e servir de exemplo para o resto do país”, revela Ricardo Trigo, Presidente da FEPAFA e uma das cabeças do projeto que será implementado na capital Paulista.

Corinthians como parte da história de Frota

Para o Deputado Frota, o incentivo à modalidade veio por conhecer a realidade dos jogadores, visto que o mesmo já disputou partidas pelo Corinthians Steamrollers.

“Eu posso falar como ex-jogador. Entendo que muitas vezes eu viajava e não existia lugares para dormir. Íamos aos jogos e as estruturas eram precárias, com pouca água, falta de lugar para treinar quando viajávamos, campos com pouco cuidado e falta de patrocínios. Eu senti na pele. Quando o complexo se tornar uma realidade, muitas empresas poderão investir na modalidade, porque existirá uma estrutura construída que poderá abrigar até mesmo o campeonato Brasileiro”, afirmou o Deputado.

Frota ainda disse que o processo foi demorado devido aos obstáculos que o projeto encontrou e que o Governador João Dória é um entusiasta da modalidade:

“A aprovação do projeto foi um processo árduo e difícil. Várias reuniões e discussões foram necessárias para chegarmos na assinatura do Governador, que é um entusiasta do Futebol Americano. Inclusive me revelou que já jogou quando esteve fora do país”, revelou o Deputado Federal Alexandre Frota.

Portas abertas para a NFL

Quando perguntado sobre a possibilidade do complexo abrir mais portas para o Brasil em relação às futuras partidas internacionais da NFL, o Presidente da FEPAFA Ricardo Trigo revelou que tem buscado a realização dos jogos. Mas sabe que tarefa não é fácil.

“Corro atrás da NFL desde 2012. Recebi a liga em 2019 na Arena Corinthians e eles querem muito fazer a NFL no Brasil. O Andrés Sanchez quer, todos querem. Mas precisamos de um maior planejamento, além de acertar na infraestrutura para trazer os jogos”, afirmou Ricardo Trigo. “Vamos tentar ampliar o Complexo do Futebol Americano de São Paulo ao máximo para mostrar à NFL que eles podem vir para cá. Tive uma conversa com o Los Angeles Chargers há 15 dias, além de conversar com outras 7 equipes. Agora, precisamos fazer acontecer”, revelou o Presidente da FEPAFA que também é Presidente do Corinthians Steamrollers, time de futebol americano da capital paulista.

Estrutura do Complexo

O terreno concedido para uso pela completo da FEPAFA (inclusive, de forma comercial com patrocínios e venda de ingressos), contará com a estrutura de:

– Campo 1: Medidas oficiais de 100 jardas para o futebol americano
– Campo 2: Medidas oficiais de 60 jardas para o flag football (esporte que pode entrar nos Jogos Olímpicos em breve)
– Arquibancada para 3 mil pessoas
– Vestiários e Banheiros para os atletas e público
– Centro de Treinamento completo: Academia, área de Fisioterapia, cabines de Imprensa, sala multimídia para aulas teóricas e escritórios.

A construção do Complexo, ainda, abrange o projeto “Touchdown do Futuro”, que vai buscar dar aulas de futebol americano para 400 crianças e jovens, gerando interação para um desenvolvimento integral em sociedade, além de apresentar uma vida saudável com a prática do esporte e manter os jovens longe dos riscos sociais, como violência, drogas e a criminalidade. Confira a entrevista coletiva na íntegra

“O Corinthians já frequenta 52 escolas por ano para divulgar o futebol americano. Estamos buscando entrar na grade curricular da educação física em escolas e universidades. Isso, para o crescimento da modalidade no país”, afirmou Trigo. “Agora, a previsão para a construção do Estádio e do Complexo de Futebol Americano em São Paulo é o fim de 2021 ou começo de 2022. A intenção é que, após a vacina, rolem jogos oficiais no começo de 2022 e que possamos colocar todo o projeto em prática”. afirmou o Presidente da Federação Paulista.

Realidade no Brasil

No Brasil, atualmente, times têm utilizado campos próprios nas respectivas cidades e, até mesmo, estádios cedidos pela Prefeitura local ou pelo Governo, para a realização de campeonatos. O projeto vem com a intenção de ser uma Arena-Complexo voltada exclusivamente para a prática da modalidade. E a estrutura deverá contar com um estádio oficial para receber partidas, um campo de Flag Football com medidas oficiais, além de um Centro de Treinamento completo.

O projeto conta, também, com o Secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Marcos Penido, o assessor do Deputado Federal Alexandre Frota, Jean Nunes, o Sub Prefeito de Cidade TiradentesOzziel Souza, além da Presidente da Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA), Cris Kajiwara.

LEIA MAIS

Federação Paulista e Governo de São Paulo anunciam construção de Arena de futebol americano do Brasil

Com exclusividade, Cairo Santos fala sobre trajetória na NFL e renovação de contrato com os Bears: “Espero continuar como parte desta história”