Flamengo: Braz admite que lidou com grande pressão para não demitir Rogério Ceni

Dirigente do Flamengo optou pela permanência do treinador no cargo

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Alexandre Vidal/Flamengo

Após ser contratado, Rogério Ceni teve que suportar uma “enxurrada” de críticas por conta do desempenho do Flamengo. Isso porque o clube foi eliminado da Libertadores e Copa do Brasil, e sua demissão foi pedida por vários torcedores. Sendo assim, Marcos Braz admitiu que precisou lidar com uma grande pressão para não desligar o técnico, que mais tarde esteve à frente do Rubro-Negro na conquista do Brasileirão.

“Só Deus sabe a pressão que eu segurei para não demitir o Rogério Ceni”, declarou o vice-presidente de futebol ao jornal “O Globo“.

Além disso, Braz teve que trabalhar bastante para evitar que o elenco sofresse grandes perdas. Portanto, o Flamengo se esforçou para conter o assédio do times do exterior em relação aos principais nomes do plantel. Agora, a intenção é procurar boas oportunidades no mercado para fechar contratações para a sequência de 2021, assim como ocorreu com Bruno Viana e pode se repetir com o retorno de Rafinha.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

“O maior mérito foi manter os principais jogadores. Com o conhecimento de mercado que a gente tem, vamos conseguir reforçar o time, mesmo com essa situação (menor orçamento)“, completou.

LEIA MAIS