Guerrero faz agradecimentos na web por retorno, recebe recado de D’Ale e lembra de Abel Braga: “Elogiei pela campanha”

Centroavante peruano Paolo Guerrero foi uma das atrações da partida entre Inter x Ypiranga

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Ricardo Duarte/Inter

Depois de uma longa espera de mais de seis meses, o centroavante Paolo Guerrero enfim voltou a jogar pelo Inter demonstrando que a lesão no joelho direito já faz parte do passado. Ele entrou no segundo tempo neste domingo na vitória de 4×2 contra o Ypiranga, no Beira-Rio, pelo Gauchão e, claro, fez um texto de agradecimento na web pelo retorno.

Ele lembrou dos companheiros e de todos os profissionais do corpo médico do Inter que foram os seus parceiros no dia a dia de academia e fisioterapia:

“Hoje não é um dia qualquer, é um dia super importante nesses seis meses e três semanas que estive fora do campo e por isso não posso deixar de registrar. Em primeiro lugar, quero agradecer aos meus companheiros de equipe por todo o apoio que me deram desde o primeiro dia em que me machuquei. Agradeço também a todos os profissionais com quem trabalhei durante todo esse tempo, fisioterapeutas, médicos que contribuíram para que eu pudesse voltar a jogar em tão pouco tempo. Feliz por voltar e com triunfo. Não paramos, vamos”, postou o centroavante.

Quem também apoiou o amigo e de seu retorno foi Andrés D’Alessandro, ídolo colorado e atual jogador do Nacional-URU.

“Grande irmão”, publicou D’Ale.

Guerrero faz elogios a Abel Braga

Além do texto no Instagram, o centroavante peruano do Inter concedeu entrevista na saída do gramado à reportagem do Premiere e revelou ter dado os parabéns ao ex-técnico Abel Braga pela campanha vice-campeã do último Brasileirão – eles, por óbvio, não chegaram a trabalhar juntos.

E, ao mesmo tempo, Guerrero demonstrou confiança e otimismo no ano de 2021 sob comando de Miguel Ángel Ramírez.

“Muito bem, muito bem (no Brasileirão). Achei o time muito bem. Lutou até o final e nunca desistiu. O professor Abel fez um grande trabalho. Dei parabéns, mas não conseguimos ganhar o Brasileirão. Estou entendendo o que o novo professor pede. Ele já está aprendendo português. Tivemos muitas coisas boas nestes quatro dias e estaremos melhores. Paciência. Estamos muito bem”, concluiu o jogador.