Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Casemiro e Fabinho figuram em lista de volantes mais caros do mundo; veja o Top10

Segundo levantamento do Transfermarkt, dois dos volantes da Seleção Brasileira, Casemiro e Fabinho, figuram entre os mais caros do mundo

Diego Lucio Castro de Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Twitter

Foi-se o tempo em que só atacantes eram valorizados no ‘Mercado da Bola’. Hoje em dia, se quiser até um volante decente em seu time, terá que desembolsar uma bolada considerável. Basta fazer uma pesquisa no site Transfermarkt, e notaremos uma valorização imensa dos principais volantes do futebol mundial.

Quanto à nós, brasileiros, dá pra dizer que estamos bem servidos na posição, pois dois dos 10 mais valiosos do mundo, defendem a Seleção Brasileira atualmente. Estamos falando de Casemiro, vice-líder do ranking, e Fabinho, 4º colocado.

O volante do Real Madrid vale atualmente 70 milhões de euros (R$ 475,2 milhões), e só fica atrás de Kimmich do Bayern de Munique, que vale 90 milhões de euros (R$ 601 milhões). Fabinho por sua vez, está avaliado em 60 milhões de euros (R$ 407,4 milhões)

Confira o Top10 com os volantes mais caros do mundo:

1 – Joshua Kimmich (ALE, Bayern de Munique) – 90 milhões de euros
2 – Casemiro (BRA, Real Madrid) – 70 milhões de euros
3 – Rodri (ESP, Manchester City) – 64 milhões de euros
4 – Fabinho (BRA, Liverpool) – 60 milhões de euros
5 – Declan Rice (ING, West Ham) – 55 milhões de euros
6 – Jorginho (ITA, Chelsea) – 50 milhões de euros
       Rúben Neves (POR, Wolverhampton) – 50 milhões de euros
       Thomas Partey (GAN, Arsenal) – 50 milhões de euros
9 – Wilfred Ndidi (NIG, Leicetser) – 45 milhões de euros
10 – Denis Zakaria (SUI, Borussia M’Gladbach) – 40 milhões de euros
         Ismael Bennacer (ALG, Milan) – 40 milhões de euros

Siga o autor no Twitter/Instagram

LEIA MAIS
Por que a Globo não terá futebol às quartas até o fim de março?

Kaiky, Rodrygo e mais; veja a lista dos brasileiros mais jovens a marcar um gol na Libertadores

Devido à pouco número de partidas, Globo dá férias para narradores ‘medalhões’