Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Felipão lamenta não ter treinado Messi e revela clube em que gostaria de encerrar sua carreira

Após deixar o Cruzeiro, Felipão ainda se encontra livre no mercado

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Rafael Ribeiro - CBF

Em entrevista à “Rádio Super Deportivo“, Felipão avaliou sua carreira como treinador. Mesmo tendo comandado vários craques do futebol mundial, como Ronaldinho, Ronaldo, Neymar, Figo e Cristiano Ronaldo, o técnico lamentou não ter trabalhado com Messi durante sua trajetória no futebol, algo que lhe faria mais feliz do que todos os títulos que venceu.

“Teria feito muita diferença na minha carreira ter treinado o Messi. Treinar Messi me daria mais alegria de que todos os títulos que conquistei como técnico”, declarou.

Opinando sobre o futuro do argentino, Scolari acredita que ele faria uma boa dupla com Neymar, mas no PSG. Como ainda não renovou com o Barça, o cenário em questão pode ser concretizado ainda em 2021.

“Gostaria de ver ele e Neymar juntos, mas não no Barcelona. Gostaria dele no PSG. Eles fazem uma dupla que dificilmente outras equipes conseguem ter. Não haveria um jogo em que o PSG não fizesse gols. Eles são dois gênios”, completou.

Além disso, Felipão foi questionado sobre qual equipe argentina gostaria de trabalhar. Dessa forma, sua preferência seria encerrar sua carreira como treinador no Boca Juniors.

“Acho que haveria uma identificação minha com meu estilo de ser com o Boca Juniors. De tal forma, que há um ano, quando o clube teve eleições, tive a chance de treinar o Boca e essa oportunidade aconteceu, mas depois passou. Seria uma oportunidade maravilhosa. Nunca tive a oportunidade de dirigir outro time na América do Sul, além do Brasil. Estive em seis países diferentes. Seria ideal terminar minha carreira como treinador do Boca Juniors”, contou.

LEIA MAIS

Gustavo Gómez aponta diferença de Abel Ferreira em relação aos estilos de Felipão, Luxa e Mano Menezes

Assessoria de Deyverson rebate Mattos e justifica recusa de proposta da China: “Felipão era contra”