FIA suspende piloto de kart por 15 anos após “ataque de fúria”

Entidade máxima do automobilismo aplicou sanção seis meses após confusão protagonizada por Luca Corberi

Thiago Chaguri
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) suspendeu o piloto Luca Corberi por 15 anos de qualquer atividade relacionada a entidade. Durante uma etapa realizada no dia 04 de outubro de 2020 pelo mundial de kart da categoria KZ em Lonato, na Itália, Luca teve um “ataque de fúria”.

O piloto abandonou a prova e, do lado de fora da pista, aguardou a passagem de Paolo Ippolito. Irritado, arremessou o próprio para-choque contra o kart do compatriota. Após o encerramento da prova, Corberi protagonizou cenas ainda mais lamentáveis e partiu para cima de Ippolito. No ponto de parada dos karts, Corberi chegou de surpresa, empurrou o adversário contra o muro e o agrediu.

Outros pilotos e funcionários da pista tentaram apartar a briga. Quando parecia que a situação iria acalmar, outra surpresa: o pai de Corberi também tentou atacar Ippolito, porém foi contido. No dia seguinte da corrida, o italiano de 23 anos anunciou sua aposentadoria das pistas.

Passados seis meses da confusão, a FIA julgou o caso por meio de seu Tribunal Internacional. O veredito da suspensão por 15 anos veta a participação do piloto de quaisquer eventos organizados pela entidade, bem como o exercício de cargos ou funções em nome da mesma e de suas afiliadas. A FIA emitiu um comunicado oficial e considerou que Corberi violou o regulamento e o código de boa conduta. Passível de recurso, a defesa tem o prazo de sete dias para recorrer da decisão.

LEIA MAIS:
No Instagram, Hamilton defende exercícios em nome da saúde mental