Florentino Pérez diz que Superliga vai salvar o futebol e afirma que PSG e Bayern de Munique não foram convidados

Florentino Pérez afirmou que tem certeza que os clubes fundadores da nova competição não serão excluídos da Champions League

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Real Madrid

O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, concedeu entrevista ao programa espanhol ‘El Chiringuito’ e falou sobre a Superliga europeia. O dirigente explicou os planos para o torneio e ainda justificou que a criação da competição se deve ao desinteresse do público jovem por futebol por causa da baixa qualidade do produto oferecido atualmente.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

“Os jovens já não têm interesse por futebol. Por que não? Porque existem muitos jogos de baixa qualidade e não lhes interessa, têm outras plataformas para se distraírem. O futebol tem que evoluir, como empresas, pessoas, mentalidades. As redes mudaram a forma como se comportam e o futebol tem que mudar e se adaptar aos tempos em que vivemos. O futebol estava perdendo o interesse, o público está diminuindo” afirmou Florentino Pérez, que também é o presidente da Superliga.

+ Daniel Alves se manifesta sobre a Superliga: “Futebol foi, é e sempre será um esporte que transforma vidas”

Para o dirigente, a competição tende a ser a salvação do futebol. “Sempre que há uma mudança, há gente que se opõe. O que tem de atrativo? Que joguemos entre os grandes, a competitividade, se geram mais recursos. Os ricos? Eu não sou dono do Real Madrid, somos um clube de futebol e fazemos isso para salvar o futebol em um momento crítico.”

O mandatário merengue ainda reforçou o desejo por um produto com mais qualidade para o público. “Há jogos de baixa qualidade. Um Barcelona x Manchester é mais divertido do que um Manchester contra um time mais modesto da Champions. O que o mundo inteiro exige? Temos fãs em todo o mundo. Isso é o que gera dinheiro. E esse dinheiro é para todos, é uma pirâmide. Se nós no topo tivermos dinheiro… mas se o dinheiro não for gerado, ele não existe.”

Questionado sobre o convite para outros clubes além das doze equipes já confirmadas – Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Tottenham, Atlético de Madrid, Barcelona, Real Madrid, Internazionale, Juventus e Milan -, Florentino Pérez deixou claro que de momento, nem o PSG e nem os dois alemães (Bayern de Munique e Borussia Dortmund) foram convidados.

Ao falar sobre a ameaça da Uefa em expulsar da Champions League os clubes participantes da Superliga, Florentino Pérez afirmou estar “completamente seguro” que não vão expulsá-los.

“A Uefa não tem uma boa imagem, não quero falar coisas que aconteceram na Uefa, mas tem que haver diálogo, e não um tom ameaçador. Eles apresentaram um formato que ninguém entende e dizem que começarão em 2024. Em 2024 estaremos (futebol) mortos”, disse o dirigente espanhol.

LEIA MAIS:
Com possível exclusão de clubes, PSG pode ser campeão da Champions

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes