Luciano do Valle, a voz marcante do esporte que se calou há sete anos

Um dos maiores narradores esportivos do Brasil, Luciano do Valle faleceu em 19 de abril de 2014

Adriano Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação

Luciano do Valle Queiroz nasceu em Campinas, no interior paulista, em 4 de julho de 1947. Narrador, radialista, apresentador de televisão e empresário, foi uma das grandes vozes do esporte no Brasil.

Em 19 de abril de 2014, o locutor faleceu aos 66 anos na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais, onde iria transmitir um jogo da rodada inicial do Campeonato Brasileiro. Foi vítima de um infarto fulminante depois de passar mal durante um vôo que partiu de São Paulo.

Luciano começou a carreira no rádio, aos 16 anos. Chegou à televisão em 1971, onde substituiu Geraldo José de Almeida na TV Globo. Foi dele a voz do segundo título mundial de Emerson Fittipaldi na Fórmula 1, em 1974, além de ter sido o narrador principal da emissora carioca nas Copas do Mundo de 1978 e 1982 e  nos Jogos Olímpicos de 1976 e 1980.

Se transferiu então para a TV Bandeirantes em 1983, sendo o criador do famoso programa dominical “Show do Esporte”. Foi sua voz que também marcou as transmissões da Fórmula Indy, que ajudou a popularizar o basquete e o vôlei no Brasil, que marcou a chegada da NBA e do futebol americano, e destacou Adilson Maguila, o mais conhecido peso-pesado brasileiro do boxe.

Há profissionais de mídia que são ícones, personagens, se tornam mitos, fazem parte da história, da cultura do esporte. E Luciano do Valle talvez tenha sido o maior deles.

O narrador esportivo Luciano do Valle (Foto: Reprodução)

O narrador esportivo Luciano do Valle (Foto: Reprodução)

Impossível não se lembrar de sua voz emocionada na Copa do Mundo de 1982, na Espanha. O time que não venceu aquela competição, mas encantou o mundo do futebol na voz do maior narrador esportivo da televisão brasileira.

Luciano do Valle fazia parte do encanto da seleção na Copa de 82. A equipe que jogava por música. A música da voz de Luciano. Afinal, aqueles memoráveis gols não seriam tão belos sem a emoção de sua narração. O futebol daquele “mágico” time de amarelo desfilava e embalava em campo ao som inconfundível da voz sempre marcante de Luciano do Valle, então o locutor número um da TV Globo.

Luciano tinha de forma natural algo que, atualmente, muitos locutores se esforçam para conseguir: um estilo próprio de narração. Na televisão, era praticamente único e respeitado por todos os outros profissionais, de todas as emissoras.

Com a morte de Luciano do Valle, se foi junto com ele há exatamente sete anos um pedaço do esporte. Quantas jogadas, quantos dribles, quantas defesas, quantas cestas, quantas cortadas, quantos golpes, quantas ultrapassagens e quantos gols não foram eternizados por suas narrações?

Um de seus maiores sonhos era narrar uma Copa do Mundo de futebol em seu país. Infelizmente, um mal súbito lhe tirou a vida aos 66 anos e a 53 dias da Copa do Mundo realizada no Brasil.

Seu último trabalho foi o título do Campeonato Paulista de 2014 conquistado pelo Ituano, na decisão contra o Santos no estádio do Pacaembu.

LEIA TAMBÉM

Libertadores: saiba onde assistir aos jogos dos brasileiros na 1ª rodada

Red Bull Bragantino x Ponte Preta: como assistir AO VIVO na TV e online ao duelo do Paulistão