O que pensa um ex-presidente do Inter sobre a saída de Renato do Grêmio após quase cinco anos

Técnico Renato Portaluppi deixou oficialmente o comando do Grêmio durante a última quinta-feira

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Divulgação/Grêmio

Depois de quase cinco anos ininterruptos de trabalho, chegou ao fim a era Renato no Grêmio. Algo que, dada a dimensão do fato, repercute também entre outras torcidas, como a do rival, Inter. Dirigente histórico e ex-presidente colorado, Fernando Carvalho, à Rádio Gre-Nal, demonstrou estar curioso sobre como o tricolor ficará daqui para frente sem o antigo treinador.

Ao mesmo tempo, Carvalho fez elogios à forma como Renato conduzia o grupo e conseguia lidar nos momentos de crise:

“Vamos ver se com a saída dele, que obviamente por ser ídolo do Grêmio conseguia gerir os momentos de crise, como irão caminhar daqui para frente”, projetou Carvalho.

Sobre o início de trabalho do Inter de Miguel Ángel Ramírez, o presidente campeão mundial de 2006 frisou a necessidade de se vencer Gre-Nais com maior frequência.

“Temos agora um novo cenário, mas o que não mudou é termos que ganhar do Grêmio, não só em campo, mas superar no discurso, na administração”, pontuou.

Coincidência ou não, o último jogo de Renato no comando do Grêmio foi no Gre-Nal da Arena pelo Gauchão com vitória de 1×0, gol de Léo Chú. Ele já negativou para a Covid-19 e voltará ao Rio de Janeiro nos próximos dias.

Como foi a passagem de Renato pelo Grêmio:

307 jogos (1.670 dias no cargo)
162 vitórias
82 empates
63 derrotas
475 gols marcados
234 gols sofridos
61,6% de aproveitamento
7 títulos (três Gauchões, uma Recopa Gaúcha, uma Recopa Sul-Americana, uma Libertadores e uma Copa do Brasil)

LEIA MAIS:

Douglas Costa responde torcedor do Grêmio que mandou “aprender com Taison” sobre retornar ao Brasil

Maicon se irrita e ironiza suposta informação sobre os três salários mais altos do Grêmio: “Quanta besteira falam”

Siga o autor:

No Instagram

No YouTube