Organizada do Flamengo questiona duas decisões de Ceni e alerta: “Insistir no erro é o mesmo que desperdiçar títulos”

Treinador terá que lidar com uma grande pressão antes da estreia do Flamengo na Libertadores

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Alexandre Vidal / Flamengo

Após a derrota para o Vasco na rodada passada, o Flamengo escapou de sofrer mais um revés no Carioca. Isso porque a Portuguesa-RJ chegou a abrir 2 a 0 contra o Rubro-Negro, que contou com o talento de Pedro, que marcou dois gols, para evitar um novo resultado negativo. Mesmo sem contar com os titulares no jogo, Rogério Ceni, mais uma vez, foi bastante criticado por conta de mais uma atuação abaixo do esperado do time.

Dessa forma, a torcida organizada “Raça Rubro-Negra” cobrou o treinador do Flamengo. Em nota oficial, dois pontos foram destacados: a presença de Willian Arão na zaga e também a forma como Gerson está sendo utilizado. Além disso, recordou-se que o título do Brasileirão 2020, por pouco, não ficou com o Internacional.

Por que manter Willian Arão na zaga tendo, no elenco, jogadores de origem disponíveis, inclusive um recém contratado? Por que escalar Gerson como ponta? Ironicamente, somos campeões brasileiro e por muito pouco não desperdiçamos o octacampeonato. Sabemos que não teremos outras chances de errar. Não podemos mais nos permitir errar. Insistir no erro é o mesmo que desperdiçar títulos”, afirmou a organizada.

Agora, o Flamengo foca em sua estreia na Libertadores. Fora de casa, diante do Vélez, o Rubro-Negro busca alcançar os três pontos na terça-feira (20). Porém, o primeiro jogo no torneio promete ser bastante difícil, e uma nova derrota pode deixar a situação de Rogério Ceni insustentável no clube.

Veja abaixo a nota completa.

LEIA MAIS