Palmeiras: Milan se assusta com valor pedido para Matías Viña ser negociado

Atleta do Palmeiras é um dos alvos do clube italiano para a próxima janela

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Cesar Greco/Palmeiras

De acordo com o portal “CalcioMercato“, o Milan não vai tentar adquirir Diogo Dalot de forma definitiva. Sendo assim, o lateral-esquerdo será devolvido ao Manchester United após o seu vínculo de empréstimo, que vai até junho, ser encerrado. Agora, a diretoria rossonera busca analisar o mercado em busca de uma peça de reposição.

Assim como foi especulado no início de 2021, Matías Viña é avaliado como um dos principais alvos do Milan para o meio do ano. Antes de acertar com o Palmeiras, o uruguaio foi consultado pelos italianos, mas acabou vindo para o Brasil. Como vem se destacando desde então, seu nome é visto como ideal para compor o plantel do clube.

Mediante o interesse, é informado que a diretoria palmeirense exige o pagamento de 18 milhões de euros (R$ 119.5 milhões) para liberar o camisa 17. A pedida acabou assustando o Milan, que deseja uma redução no montante para viabilizar a contratação. Isso porque o preço em questão é considerado extremamente elevado. Além disso, sondagens de Barcelona e Real Madrid podem atrapalhar o negócio.

Caso o lateral do Verdão não seja contratado, Junior Firpo, do Barcelona, e Hysaj, do Napoli, também são opções para o setor. No entanto, por ter características semelhantes a de Theo Hernandez, titular do setor, Viña seria o nome favorito dos dirigentes do Milan.