Rivaldo avalia temporada e aponta quatro times com chances de título na Libertadores e Brasileirão

Ex-jogador acredita que força do elenco será crucial para conquistas na Libertadores e Brasileirão

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Reprodução

Em sua coluna na “Betfair.net”, Rivaldo avaliou as dificuldades da temporada 2021. Como o calendário da sequência do ano será frenético, alguns clubes vão precisar lidar com uma grande sequência de jogos na Libertadores, Brasileirão e também na Copa do Brasil. Sendo assim, o ex-jogador apontou quatro times que podem tirar vantagem da força dos seus elencos e conquistar títulos de expressão.

“A temporada de 2021 se mantém muito preenchida com os Estaduais ainda se disputando com a Libertadores, e o Brasileirão chegando no final de maio. Então, os clubes vão ter uma grande sucessão de partidas e os elencos mais completos devem sair beneficiados disso. Falo de times como Flamengo, Palmeiras, Atlético-MG ou São Paulo que parecem ter se reforçado bem ou mantido seus elencos para atacar forte o ano de 2021″, expressou.

SORTEIO DA LIBERTADORES

Em relação ao sorteio da Libertadores, Rivaldo acredita que o Internacional teve mais sorte entre os brasileiros. Enquanto isso, em sua visão, Fluminense e Santos vão precisar se esforçar para avançarem em suas chaves.

“A fase de grupos da Copa Libertadores se inicia já na próxima semana e após o sorteio ficou a ideia de que o Inter poderá ter sido o mais afortunado em sua chave. Porém, eu sempre digo que é dentro do campo que isso se confirma ou não.  Eu vejo os times do Fluminense e Santos como os menos afortunados, especialmente por pegarem os dois maiores clubes argentinos logo na fase de grupos. Isso torna o grupo bem mais qualificado, mas times com ambições de serem campeões não têm que escolher adversários e sim defrontar qualquer um de cabeça levantada”, acrescentou.

LEIA MAIS